Ilse Eerens
Ilse Eerens © Sarah Wijzenbee

Ilse Eerens

Soprano

Voz luminosa, sensibilidade musical e versatilidade, são algumas das reconhecidas qualidades de Ilse Eerens, soprano belga que desenvolve uma carreira internacional como solista de ópera e de concerto. Interpreta um vasto repertório, que se estende do Barroco até à contemporaneidade.

Atuações recentes incluem: o regresso ao Festival de Salzburgo, no papel de 1.ª Dama, em A flauta mágica, bem como à Ópera Nacional de Lyon, como Héro, em Béatrice et Bénédict de Berlioz, e no concerto de Ano Novo, para cantar árias de Donizetti e Rossini. Outro destaques recentes incluem: a Missa em Si menor, de J. S. Bach, com Ton Koopman e a Amsterdam Baroque Orchestra; Pamina, numa versão de concerto de A flauta mágica de Mozart, com a Orquestra do Séc. XVIII; o Requiem de Fauré, com a Filarmónica de Bruxelas; Sonho de uma Noite de Verão de Mendelssohn e Requiem de Dvořák, com a Sinfónica de Antuérpia e Philippe Herreweghe; a Paixão segundo São Mateus de J. S. Bach, com Ton Koopman, no Festival Bach de Leipzig, com a Filarmónica de Roterdão e com a Capella Mediterranea e a Het Residentie Orkest; Cristo no Monte das Oliveiras de Beethoven, com a Orquestra Beethoven de Bona; Celia, em Lucio Silla, em Beaune e Paris; bem como a Missa em Lá bemol maior, de Schubert, em Rouen.

Além do Requiem de Mozart, com o Coro e a Orquestra Gulbenkian, na presente temporada Ilse Eerens regressa ao La Monnaie para interpretar o papel de Sophie, em O Cavaleiro da Rosa de R. Strauss, canta o Stabat Mater de Dvořák e o Requiem de Mozart, com a  Filarmónica de Bruxelas, o ciclo Let Me Tell You, de Hans Abrahamsen, com a Basel Sinfonietta, a cantata Auf, schmetternde Töne, de J. S. Bach, com a Orquestra e o Coro Nacional de Espanha e Ton Koopman, a Paixão segundo São Mateus, também de Bach, com a Noord Nederlands Orkest, e a 9.ª Sinfonia de Beethoven, com a Orquestra do Séc. XVIII.

Ilse Eerens estudou no Instituto Lemmens, em Lovaina, e na Academia da Ópera Nacional dos Países Baixos. Recebeu o Prémio Arleen Auger no Concurso Internacional de Canto de ‘s-Hertogenbosch e foi 3.ª classificada no Concurso Internacional da ARD (2006).

Atualização em 20 março 2023

Definição de Cookies

Definição de Cookies

A Fundação Calouste Gulbenkian usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação, a segurança e o desempenho do website. A Fundação pode também utilizar cookies para partilha de informação em redes sociais e para apresentar mensagens e anúncios publicitários, à medida dos seus interesses, tanto na nossa página como noutras.