Gautier Capuçon

Violoncelo

Natural de Chambéry, o violoncelista francês Gautier Capuçon estudou com Philippe Muller e Annie Cochet-Zakine no Conservatório Nacional Superior de Paris, e com Heinrich Schiff em Viena. Verdadeiro embaixador do violoncelo no século XXI, é o fundador e titular da Classe d’Excellence de Violoncelle da Fundação Louis Vuitton, em Paris. A sua musicalidade profundamente expressiva e o seu exuberante virtuosismo são reconhecidos internacionalmente, bem como a sonoridade única do seu violoncelo Matteo Goffriller de 1701. Para além do regresso à Fundação Gulbenkian, onde tocou em abril de 2017, sob a direção de P. McCreesh, na presente temporada colabora com, entre outras orquestras, as Filarmónicas de Nova Iorque, Los Angeles, Munique e da República Checa, as Sinfónicas de Chicago, NHK de Tóquio e de Sidney e a Orquestra de Paris. No domínio da música de câmara, cumpre uma extensa digressão europeia, com Lisa Batiashvili e Jean-Yves Thibaudet, e apresenta-se em recital no Carnegie Hall, no Walt Disney Hall e no Festival d’Aix-en-Provence, entre outros palcos.

Ao longo da sua carreira, Gautier Capuçon desenvolveu fortes ligações com muitas das principais orquestras mundiais, sob a direção de prestigiados maestros como L. Bringuier, S. Bychkov, G. Dudamel, C. Dutoit, C. Eschenbach, V. Gergiev ou Y. Nézet-Séguin. Colabora também com os compositores, incluindo L. Auerbach, K. Beffa, E. Benzecry, N. Campogrande, Q. Chen, J. Ducros, H. Dutilleux, P. Manoury, B. Mantovani, K. Penderecki, W. Rihm e J. Widmann. Apresenta-se regularmente em recital, em parceria com Nicholas Angelich, Martha Argerich, Daniel Barenboim, Renaud Capuçon, Jérôme Ducros, Katia e Marielle Labèque, Menahem Pressler ou os quartetos Artemis e Ébène.

Gautier Capuçon grava em exclusivo para a Erato (Warner Classics), tendo recebido vários prémios discográficos. Em 2018 foi lançado o álbum Intuition, preenchido com curtas peças para violoncelo com piano ou com orquestra. Em 2019 surge o seu último trabalho neste domínio, um disco dedicado a obras de Schumann, em colaboração com a Orquestra de Câmara da Europa, Bernard Haitink e Martha Argerich.

 

Janeiro 2019