Fabien Gabel © Gaëtan Bernard

Fabien Gabel

Maestro

Fabien Gabel é o Diretor Musical da Orquestra Sinfónica do Quebeque desde 2013. Nasceu em Paris, no seio de uma família de músicos, e começou a tocar trompete aos seis anos de idade. Estudou no Conservatório Nacional Superior de Música de Paris (onde recebeu um primeiro prémio em 1996) e na Universidade de Música de Karlsruhe.

Nos anos seguintes, tocou em várias orquestras parisienses, sob a direção de maestros como Pierre Boulez, Colin Davis, Riccardo Muti, Seiji Ozawa, Simon Rattle e Bernard Haitink. Paralelamente, formou-se também em direção de orquestra. Em 2002 estudou com David Zinman no Festival de Verão de Aspen. Viria a apresentar-se, como maestro convidado, no mesmo festival, em 2009. Neste domínio, estudou também com Bernard Haitink, Colin Davis e Paavo Järvi.

Estreou-se profissionalmente em 2003 com a Orquestra Nacional de França, tendo desde então dirigido esta orquestra, com regularidade, no Théâtre des Champs-Élysées.Fabien Gabel atraiu a atenção internacional quando, em 2004, venceu o Concurso Donatella Flick, em Londres, o que lhe permitiu assumir as funções de maestro assistente da Orquestra Sinfónica de Londres nas duas temporadas seguintes. Desde então, é um convidado regular das grandes orquestras da Europa, da América do Norte e da Ásia. Mais recentemente, dirigiu as Filarmónicas de Londres, Oslo, Bruxelas, Helsínquia, Rochester, Seul e da Radio France, e as Sinfónicas de Houston, Toronto, Bournemouth, Düsseldorf, Detroit, Auckland, Taiwan, da BBC e Nacional Dinamarquesa, entre outras.

Dirigiu também Carmen, de Bizet, na Ópera Norueguesa, em Oslo. Na presente temporada, dirige a Orquestra Gulbenkian pela primeira vez.Ao longo da sua carreira, Fabien Gabel tem colaborado com grandes solistas, instrumentistas e cantores, tendo também realizado gravações, nomeadamente com a contralto Marie-Nicole Lemieux, o violoncelista Stéphane Tétreault e os pianistas Natasha Paremski e Louis Schwizgebel.

Atualização em 08 fevereiro 2017

Definição de Cookies

Definição de Cookies

A Fundação Calouste Gulbenkian usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação, a segurança e o desempenho do website. A Fundação pode também utilizar cookies para partilha de informação em redes sociais e para apresentar mensagens e anúncios publicitários, à medida dos seus interesses, tanto na nossa página como noutras.