Bertrand Chamayou
Bertrand Chamayou © Marco Borggreve

Bertrand Chamayou

Piano

Bertrand Chamayou nasceu em Toulouse, cidade onde iniciou a sua formação musical. Estudou com Jean-François Heisser, no Conservatório Nacional Superior de Música de Paris, e com Maria Curcio, em Londres.

Com grande segurança, imaginação e consistência artística, domina um repertório extenso, sendo um convidado regular de prestigiosos palcos como o Théâtre des Champs-Élysées de Paris, o Lincoln Center de Nova Iorque, a Herkulessaal de Munique ou o Wigmore Hall de Londres. Apresenta-se também em importantes festivais como o Mostly Mozart de Nova Iorque ou os festivais de Lucerna, Salzburgo, Edimburgo, Rheingau e Bona.

Ao longo da presente temporada, estreia-se com a Sinfónica de Chicago e o maestro Herbert Blomstedt, a Filarmónica de Munique e Karina Canellakis, a Sinfónica de Gotemburgo e Elim Chan e a Filarmónica de Dresden e Louis Langrée. No domínio da música de câmara, colaborou com músicos como Renaud e Gautier Capuçon, Antoine Tamestit, Sol Gabetta ou o Quarteto Ébène. Na presente temporada apresenta-se em recital no Théâtre des Champs-Élysées, no Wigmore Hall, nas Schubertiade Hohenems e no Prinzregententheater de Munique.

Bertrand Chamayou é o único artista distinguido quatro vezes com o prestigiado galardão francês Victoires de la Musique. Artista Warner/Erato, recebeu em 2016 o prémio ECHO Klassik pela sua gravação integral das obras para piano de Ravel.