Anna Paliwoda
Anna Paliwoda © DR

Anna Paliwoda

Violino

Anna Paliwoda nasceu em Katowice, na Polónia, em 1992. Iniciou os seus estudos musicais aos sete anos de idade na Escola de Música Karol Szymanowski, em Katowice. Prosseguiu os estudos na Academia de Música Ignacy Jan Paderewski, em Poznan, na Polónia. Entre 2013 e 2017, formou-se na Escola de Música Reina Sofía, na classe de violino do professor Marco Rizzi e na classe de viola da professora Diemut Poppen. Frequentou master-classes de Vadim Gluzman, Nils Mönkemeyer, Günter Pichler e Mauricio Fuks.

Foi premiada na categoria de violino em vários concursos, tais como: Concurso Bohdan Warchal, em Dolný Kubín (Eslováquia), Concurso de Violino de Sochaczew (Polónia), II Concurso para Jovens Violinistas Tadeusz Wronski (Violino solo), em Tomaszów Mazowiecki (Polónia). Em 2012 foi finalista do XIX Concurso Internacional de Violino Andrea Postacchini de Fermo (Itália).

Foi membro da Orquestra Sinfónica Freixenet, dirigida por Víctor Pablo Pérez, Zubin Mehta, Pablo Heras-Casado, Stefan Lano; da Orquestra de Câmara Freixenet, dirigida por András Schiff e Eldar Nebolsin; da Camerata Viesgo, dirigida por Gordan Nikolic e Peter Eötvös. Foi também membro do Cuarteto Mendelssohn de BP e do Cuarteto Óscar Esplá de Asisa.

Em 2016 concluiu a licenciatura na Academia de Música Karol Szymanowski, em Katowice. Em 2017 ingressou no naipe de primeiros violinos da Orquestra Sinfónica de Euskadi, em San Sebastián. Tem participado regularmente no Festival Cantabile, apresentando-se em concertos de música de câmara ao lado de solistas como Diemut Poppen, Ivan Monigetti e Christel Lee. Vive em Lisboa desde 2018, estuda na Escola Superior de Música de Lisboa, na classe de Ana Beatriz Manzanilla e desempenha as funções de chefe de naipe dos segundos violinos na Orquestra Gulbenkian. Em 2019 venceu o Concurso de Interpretação do Estoril.