Andris Poga © Janis Deinats

Andris Poga

Maestro

Andris Poga é o Maestro Principal da Orquestra Sinfónica de Stavanger. Anteriormente foi o Diretor Musical da Orquestra Sinfónica Nacional da Letónia (2013-2021), com a qual continua a colaborar como Consultor Artístico.

Nos últimos anos, dirigiu muitas das principais orquestras da Alemanha, de França, da Itália, do Japão e da Escandinávia. Depois das primeiras colaborações bem-sucedidas, foi de novo convidado a dirigir a orquestra NDR Elbphilharmonie de Hamburgo, a Orquestra do Tonhalle de Zurique, a Orquestra do Gewandhaus de Leipzig, a Sinfónica SWR de Estugarda e a Sinfónica NHK de Tóquio, entre muitas outras. Dirigiu também a Sinfónica de Viena, a Filarmónica de São Petersburgo, a Accademia Nazionale di Santa Cecilia, a Orquestra Nacional de França, a Royal Philharmonic, a Filarmónica de Hong-Kong e a Sinfónica de Sydney.

A temporada 2021/22 inclui concertos regulares de assinatura com a Sinfónica de Stavanger e a Sinfónica Nacional da Letónia, para além de colaborações com a Filarmónica de Oslo, a Sinfónica WDR de Colónia, a Deutsches Symphonie-Orchester Berlin, a Orquestra da RAI de Turim, a Sinfónica de Aarhus e a Filarmónica de Monte-Carlo, e ainda estreias à frente da Orquestra Gulbenkian, da Deutsche Kammerphilharmonie Bremen, da Filarmónica de Bergen e de outras orquestras alemãs e escandinavas.

Em 2010, Andris Poga venceu o Concurso Internacional de Direção de Orquestra Evgeny Svetlanov, momento que impulsionou a sua carreira internacional. Entre 2011 e 2014, foi maestro assistente de Paavo Järvi na Orquestra de Paris e, entre 20212 e 2014 maestro associado da Sinfónica de Boston.

Andris Poga estudou direção de orquestra na Academia de Música Jāzeps Vītols, na Letónia, e na Universidade de Música e Artes do Espetáculo de Viena. Estudou também filosofia na Universidade da Letónia.

Definição de Cookies

Definição de Cookies

A Fundação Calouste Gulbenkian usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação, a segurança e o desempenho do website. A Fundação pode também utilizar cookies para partilha de informação em redes sociais e para apresentar mensagens e anúncios publicitários, à medida dos seus interesses, tanto na nossa página como noutras.