Lucia de Lammermoor

Met Opera Live in HD

Slider de Eventos


Programa

New York Metropolitan Opera Orchestra
Riccardo Frizza Maestro
Simon Stone Encenação
Lizzie Clachan Cenografia
Alice Babidge, Blanca Añón Figurinos
James Farncombe Desenho de Luz
Luke Halls Projeções
Sara Erde Coreografia

Nadine Sierra Soprano
Javier Camarena Tenor
Artur Ruciński Barítono
Christian Van Horn Baixo

Por ordem de entrada em cena:

Alok Kumar Normanno
Artur Ruciński Enrico
Christian Van Horn Raimondo
Nadine Sierra Lucia
Deborah Nansteel Alisa
Javier Camarena Edgardo
Eric Ferring Arturo

Mariko Anraku Harpa solo
Friedrich Heinrich Kern Harmónica de vidro solo

 

Gaetano Donizetti
Lucia di Lammermoor
Ópera em três atos

Libreto de Salvadore Cammarano, baseado no romance The Bride of Lammermoor de Sir Walter Scott.

ATO I
Um intruso foi visto à noite nos terrenos do Castelo de Lammermoor, propriedade de Enrico Ashton. Normanno, o capitão da guarda, envia os homens de Enrico em busca do estranho. Enrico chega, perturbado. A fortuna da sua família está em perigo e só o casamento arranjado de sua irmã, Lucia, com Lord Arturo Bucklaw, pode salvá-los. O capelão Raimondo, tutor de Lucia, lembra a Enrico que a jovem ainda está de luto pela morte da mãe. Mas Normanno revela que Lucia esconde um grande amor por Edgardo de Ravenswood, líder dos inimigos políticos dos Ashtons. Enrico fica furioso e jura vingança. Os homens voltam e dizem que identificaram o intruso como sendo Edgardo. A fúria de Enrico aumenta.

Pouco antes do amanhecer, junto a uma fonte numa floresta próxima, Lucia e sua amiga Alisa esperam por Edgardo. Lucia conta que, nesse mesmo local, viu o fantasma de uma jovem esfaqueada por um amante ciumento. Alisa insiste para que ela esqueça Edgardo, mas Lucia insiste que o seu amor por Edgardo lhe traz grande alegria e supera todas as dificuldades. Edgardo chega e explica que tem de ir a França numa missão política. Antes de partir, quer fazer as pazes com Enrico. Lucia, no entanto, pede a Edgardo que mantenha o seu amor em segredo. Edgardo concorda e os dois trocam alianças e votos de fidelidade.

ATO II
Alguns meses mais tarde, no dia do casamento de Lucia com Arturo. Normanno garante a Enrico que intercetou com sucesso toda a correspondência entre os amantes e, além disso, obteve uma carta falsa, supostamente de Edgardo, que indicia que ele está envolvido com outra mulher. Enquanto o capitão se afasta para dar as boas-vindas ao noivo, Lucia entra, continuando a desafiar o seu irmão. Enrico mostra-lhe a carta forjada. Lucia fica com o coração partido, mas Enrico insiste que ela se case com Arturo para salvar a família. Raimondo, convencido de que não resta esperança para o amor de Lucia, lembra-a da sua falecida mãe e exorta-a a cumprir o dever de uma irmã. Ela finalmente concorda.

Quando os convidados do casamento chegam ao Grande Salão, Enrico explica a Arturo que Lucia ainda está em estado de melancolia por causa da morte da mãe. A jovem entra e, relutantemente, assina o contrato de casamento. De repente, Edgardo irrompe reivindicando a sua noiva. Todos ficam chocados. Arturo e Enrico ordenam a Edgardo que saia, mas ele insiste que ele e Lucia estão noivos. Quando Raimondo lhe mostra o contrato com a assinatura de Lucia, Edgardo amaldiçoa-a, arranca o anel do dedo dela e sai cheio de desespero e de raiva.

ATO III
Enrico visita Edgardo na sua casa arruinada e provoca-o dizendo que Lucia e Arturo estão casados. Os dois homens concordam em se encontrar ao amanhecer para um duelo, junto aos túmulos dos Ravenswood.

De volta a Lammermoor, Raimondo interrompe as festividades do casamento com a notícia de que Lucia enlouqueceu e matou Arturo. Lucia entra, coberta de sangue. Alternando entre sentimentos de ternura, alegria e terror, ela relembra os seus encontros com Edgardo e imagina que está com ele na noite de núpcias. Ela jura que nunca será feliz no céu sem o seu amante e que o verá lá. Quando Enrico regressa mostra-se furioso com o comportamento de Lucia, mas logo percebe que ela enlouqueceu. Após uma troca de palavras confusa e violenta com o irmão, Lucia desmaia.

 

No cemitério, Edgardo lamenta ter de viver sem Lucia e aguarda o duelo com Enrico, que espera que acabe com a sua própria vida. Convidados vindos do Castelo de Lammermoor dizem-lhe que Lucia, moribunda, chama pelo seu nome. Raimondo anuncia a morte da sua amada e Edgardo apunhala-se, determinado a juntar-se a Lucia no céu.


Mecenas Principal Gulbenkian Música

Definição de Cookies

Definição de Cookies

A Fundação Calouste Gulbenkian usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação, a segurança e o desempenho do website. A Fundação pode também utilizar cookies para partilha de informação em redes sociais e para apresentar mensagens e anúncios publicitários, à medida dos seus interesses, tanto na nossa página como noutras.