Participação da FCG na ARCO'98 – Feria Internacional de Arte Contemporáneo

ARCO'98. Feria Internacional de Arte Contemporáneo (Madrid)

Em 1998, realizou-se a XVII edição da Feira de Arte ARCO – Madrid, na qual Portugal foi o país convidado. O Museu Calouste Gulbenkian e o Centro de Arte Moderna José de Azeredo Perdigão marcariam presença na feira, dividindo o espaço do stand.
Portugal was invited to participate in the 7th ARCO Art Fair – Madrid, held in 1998. The Calouste Gulbenkian Foundation and the Modern Art Centre José de Azeredo Perdigão shared a stand at the fair, alongside other Portuguese galleries.

A XVII edição da Feira de Arte ARCO, em Madrid, realizou-se entre 12 e 17 de fevereiro de 1998. Portugal foi o país em destaque nesse ano, sucedendo à Alemanha. A Fundação Calouste Gulbenkian (FCG) esteve presente, a par de várias galerias portuguesas.

João Pinharanda foi o responsável pela curadoria portuguesa, fazendo a seleção de galerias de arte nacionais convidadas a representar o país na feira da capital espanhola. Numa troca de correspondência entre Jorge Molder e Carlos Urroz, lê-se que o Museu Calouste Gulbenkian (MCG) e o Centro de Arte Moderna José de Azeredo Perdigão (CAMJAP) marcariam presença na feira, dividindo o espaço do stand com a apresentação de duas obras de cada uma das coleções da FCG (o que não viria a verificar-se, na medida em que o MCG só apresentaria um exemplar da sua coleção) (Carta de Jorge Molder para Carlos Urroz, 22 nov. 1997, Arquivos Gulbenkian, CAM 00407).

Na verdade, a pertinência da participação do Museu Calouste Gulbenkian neste evento de arte contemporânea tinha mesmo sido anteriormente questionada pela direção do Museu, propondo-se que, «pelas características específicas desta Feira, […] a representação da Fundação Calouste Gulbenkian neste projecto seja prioritariamente feita pelo Centro de Arte Moderna José de Azeredo Perdigão, o Museu Calouste Gulbenkian está a estudar uma eventual participação conjunta, representativa da globalidade da actividade desenvolvida por esta Fundação no domínio das Artes» (Carta de Maria Teresa Gomes Ferreira para Rosina Gómez-Baeza, 5 ago. 1997, Arquivos Gulbenkian, MCG 02894).

Perante o projeto que a Fundação propunha apresentar em Madrid (expor obras da Coleção Gulbenkian e promover internacionalmente a relevância da FCG), a ARCO decidiu que esta participaria na zona designada «Proyetos Salas» (Carta da direção da ARCO para Jorge Molder, 3 set. 1997, Arquivo Gulbenkian, CAM 00407). Assim, alugou-se um espaço de 120 m2 para expor obras das duas coleções e documentação visual e escrita. Mariano Piçarra, desenhador projetista, deslocou-se a Madrid para a realização de trabalhos preparatórios para o stand (Carta de Jorge Molder para Carlos Urroz, 7 out. 1997, Arquivos Gulbenkian, CAM 00407).

O CAMJAP esteve representado na feira com duas obras, como inicialmente previsto: uma de Amadeo de Souza-Cardoso (1887-1918) e outra de Pedro Casqueiro (1959). O MCG, fez-se representar por uma máscara funerária do Antigo Egipto (inicialmente, ponderou-se a apresentação de uma escultura e uma pintura), apesar de revista Arte Ibérica ter informado, erradamente, que não houve artistas da coleção do Museu Calouste Gulbenkian.

Mariano Piçarra idealizou o pavilhão com paredes envolventes, estruturas fixas, mobiliário de apoio (vitrines, balcão e sofá de acolhimento) e estruturas expositivas (suportes das obras de arte e das reproduções fotográficas); o desenho de interiores, a execução do grafismo e a fotografia ficaram a cargo do gabinete de design gráfico do CAMJAP e do laboratório de fotografia do MCG (Carta de Mariano Piçarra para Jorge Molder, 22 dez. 1997, Arquivos Gulbenkian, CAM 00407).

Além de Mariano Piçarra, também se deslocaram a Madrid dois fotógrafos, uma rececionista e João Castel-Branco, diretor do Museu Calouste Gulbenkian.

Na imprensa podia ler-se: «Um programa ambicioso, de exposições e acontecimentos culturais diversos, estará patente em Madrid acompanhando a programação regular da Arco. Integradas na feira, uma das mais importantes da Europa, 17 galerias portuguesas estarão representadas, expondo artistas numa selecção concertada com o crítico João Pinharanda, comissário responsável pela definição da estratégia de intervenção nacional. […] Paralelamente, toda a cidade de Madrid será pontuada por exposições que reflectem a actualidade artística portuguesa e os seus antecedentes históricos, num ciclo expositivo promovido pelo Ministério da Cultura (através do Instituto de Arte Contemporânea) e intitulado Miradas Atlânticas.» (Machado, Arte Ibérica, fev. 1998, p. 7)

O diretor do CAMJAP, Jorge Molder, esteve presente na inauguração e na comissão de honra da «ARCO98. Madrid», na qual também participaram o príncipe das Astúrias, os primeiros-ministros de Portugal e Espanha e o ministro português da Cultura. Devido à boa prestação da FCG, a Asociación Amigos de ARCO decidiu que a FCG seria uma das instituições selecionadas para a atribuição do prémio «Coleccionismo», uma escultura em bronze com a inicial «A» de ARCO e Arte. O prémio foi entregue a Pedro Tamen, em representação da FCG, pelo secretário de Estado da Cultura de então, Miguel Ángel Cortés, numa cerimónia a que assistiram «300 personas de la vida cultural y social de la villa de Madrid» (Carta da direção da ARCO para Jorge Molder, 3 fev. 1998, Arquivos Gulbenkian, CAM 00407).

Em paralelo ocorreu uma conferência, entre 12 e 17 de fevereiro de 1998, «X Encuentros Internacionales en el Arte Contemporáneo», na qual estiveram presentes vários oradores internacionais. O escultor português Rui Sanches participou com uma comunicação no dia 16 de fevereiro de 1998. A Feira ARCO realizou-se nos pavilhões 5 e 7 do Parque de Feiras.

A revista Arco-Portugalia de outubro de 1997 publicou um artigo sobre a situação cultural de Portugal, fazendo referência à FCG (Carta de Teresa Blanch para Jorge Molder, 15 jul. 1997 Arquivos Gulbenkian, CAM 00407). Houve ainda outras referências na revista Lapiz (14 jan. 1998) e no periódico El Punto de las Artes, que publicaram uma secção exclusivamente dedicada à Feira, na edição de 16 de janeiro de 1998.

Ainda no âmbito da Feira, o Instituto de Arte Contemporânea em Portugal, através do seu diretor, Fernando Calhau, pediu ao CAMJAP duas obras emprestadas da artista Helena Almeida (1934-2018) para figurarem na exposição na Casa da América, em Madrid, com curadoria de Isabel Carlos e integrada no programa cultural «Miradas Atlânticas» (Carta de Fernando Calhau para Jorge Molder, 12 jan. 1996, Arquivos Gulbenkian, CAM 00407).

Ana Lúcia Luz, 2019


Ficha Técnica


Artistas / Participantes


Coleção Gulbenkian

Título desconhecido  (Entrada)

Amadeo de Souza-Cardoso (1887-1918)

Título desconhecido (Entrada), c. 1917 / Inv. 77P9

Máscara funerária

Anónimo

Máscara funerária, Época Baixa, XXX dinastia, 380-343 a.C. / Inv. 62

Galeria

Pedro Casqueiro (1959 - )

Galeria, 1997 / Inv. 97P527


Eventos Paralelos

Conferência / Palestra

X Encuentros Internacionales en el Arte Contemporâneo

16 fev 1998
IFEMA – Feria de Madrid
Madrid, Espanha
Visita oficial

[Participação da FCG na ARCO'98 – Feria Internacional de Arte Contemporáneo]

1998
IFEMA – Feria de Madrid
Madrid, Espanha

Publicações


Fotografias

Visita oficial
Visita oficial
Visita oficial
Visita oficial
Visita oficial
Visita oficial
Visita oficial

Documentação


Imprensa


Fontes Arquivísticas

Arquivos Gulbenkian (Centro de Arte Moderna), Lisboa / CAM 00407

Pasta com documentação referente à representação portuguesa na feira do ARCO, Madrid. Contém documentação sobre as galerias portuguesas selecionadas, proposta de publicidade em periódicos, correspondência com o ARCO, nomeadamente carta de conclusão da feira, desmontagem do stand e entrega de prémio à FCG. Contém recortes de imprensa, correspondência com a Fundación Juan March, seguros e transporte de obras, diversos textos sobre o CAMJAP para desdobrável e stand, o texto da comunicação de Rui Sanches e o respetivo programa cultural das conferências. 1996 – 1998

Arquivos Gulbenkian (Museu Calouste Gulbenkian), Lisboa / MCG 03994

Pasta com documentação referente à representação portuguesa na feira do ARCO, Madrid. Contém despesas variadas com viagens, folhetos, cartazes, estadias e seguros (de viagem, de obras e de material fotográfico). 1998 – 1998

Arquivos Gulbenkian (Serviço de Comunicação), Lisboa / COM-S001-D02619

Coleção fotográfica, cor: visita oficial (ARCO, Madrid) 1998


Exposições Relacionadas

Definição de Cookies

Definição de Cookies

A Fundação Calouste Gulbenkian usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação, a segurança e o desempenho do website. A Fundação pode também utilizar cookies para partilha de informação em redes sociais e para apresentar mensagens e anúncios publicitários, à medida dos seus interesses, tanto na nossa página como noutras.