Apontamento interno redigido pelo diretor do Serviço de Belas-Artes, Artur Nobre de Gusmão, e dirigido ao presidente, José de Azeredo Perdigão, expondo a necessidade de reforçar previamente a coleção de arte contemporânea da Gulbenkian, ainda que considerada «a melhor do país», para a futura participação na exposição itinerante «Art Portugais. Peinture et Sculpture du Naturalisme à nos Jours».

Autor
Artur Nobre de Gusmão
Destinatário
José de Azeredo Perdigão
Data
14 set 1967
Local
Lisboa
Proveniência
Arquivos Gulbenkian (Serviço de Belas-Artes), Lisboa / SBA 15365
Direitos
A utilização deste documento, de acordo com os Termos de Utilização, exige a prévia autorização da respetiva entidade detentora (Proveniência). No caso de o documento pertencer ao acervo da Fundação Calouste Gulbenkian essa autorização poderá ser solicitada através do formulário Autorização para a Utilização.

Exposições

Definição de Cookies

Definição de Cookies

A Fundação Calouste Gulbenkian usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação, a segurança e o desempenho do website. A Fundação pode também utilizar cookies para partilha de informação em redes sociais e para apresentar mensagens e anúncios publicitários, à medida dos seus interesses, tanto na nossa página como noutras.