Sem título

N.º Inv.
ADP430
Data
c. 1944
Materiais e técnicas
Óleo sobre cartão
Medidas
38,8 x 34,5 cm
Proveniência
Coleção privada
Inscrições

«A.D.»
[frente, margem inferior à esquerda]

Esta obra, da década de 1940, foi exposta na VII Bienal Internacional de Arte em Pontevedra como pertencendo a António Dacosta. Mais tarde pertenceu à Galeria Nasoni, onde foi adquirida pelo atual proprietário. A obra revela o interesse de António Dacosta, durante essa década, pela síntese classicista de Picasso que marcou alguns anos da década de 1940. Também é sugerido um traje tradicional no chapéu, mas que é pouco claro.

Sabe-se que uma reprodução desta pintura foi exposta no 1º Salão Nacional de Artes Decorativas, realizado no Palácio Foz em Lisboa pelo S.N.I. (Secretariado Nacional da Informação, Cultura Popular e Turismo) em maio de 1949, quando António Dacosta já se encontrava em Paris, sendo reconhecível em fotografias de Horácio Novais para o catálogo da exposição. A peça reaparecia em 1986 ao ser apresentada na referida VII Bienal Internacional de Arte Pontevedra.

Definição de Cookies

Definição de Cookies

A Fundação Calouste Gulbenkian usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação, a segurança e o desempenho do website. A Fundação pode também utilizar cookies para partilha de informação em redes sociais e para apresentar mensagens e anúncios publicitários, à medida dos seus interesses, tanto na nossa página como noutras.