V Bienal Internacional de Arte de Vila Nova de Cerveira

Coordenação editorial
Jaime Isidoro
Designer
João Nunes
Local
Vila Nova de Cerveira
Editor
Câmara Municipal de Vila Nova de Cerveira
Data
1986
Idioma
Português
N.º páginas
168
Texto(s)
Fernando Pernes, [Sem título], s.p.
Joaquim Matos Chaves, «A poesia não é o poema», s.p.; «Notícia final», s.p.; «Quando a escultura procurou ser escultura, apenas», s.p.; «O claro enigma, ensaio de significação», s.p.
Antón Castro, «Fragmentos atlanticos…», s.p.
Alexandre Melo, «Um tempo durante», s.p.
Bernardo Pinto de Almeida, «Portugal e as artes nos anos 80. A máquina de guerra», s.p.
Eduardo Paz Barroso, «”Anos 80”. As estratégias do futuro», s.p.
João Pinharanda, «Algumas ideias sobre os sentidos da arte dos anos oitenta», s.p.

Catálogo publicado por ocasião da V Bienal Internacional de Arte de Vila Nova de Cerveira, que decorreu de 26 de julho a 7 de setembro de 1986.


Exposições

Definição de Cookies

Definição de Cookies

A Fundação Calouste Gulbenkian usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação, a segurança e o desempenho do website. A Fundação pode também utilizar cookies para partilha de informação em redes sociais e para apresentar mensagens e anúncios publicitários, à medida dos seus interesses, tanto na nossa página como noutras.