Textos Fundamentais da Física Moderna Vol II

Sobre a Constituição de Átomos e Moléculas – Niels Bohr

Reimpressão das Memórias de 1913 publicadas na «Philosophical Magazine» com uma introdução por L. Rosenfeld.

No decurso das três primeiras décadas do século XX, deu-se uma profunda transformação dos quadros teoréticos da Física Clássica, atingindo-se de tal forma os seus fundamentos e a sua estrutura lógica e conceitual, que pode, sem exagero, afirmar-se que a Física de hoje é, radicalmente, distinta daquela e não apenas o seu prolongamento a novos domínios de experiência.

Dois nomes dominam toda a história da Física Contemporânea: Albert Einstein e Niels Bohr, dois símbolos admiráveis da vocação racionalista e personalista do Homem, dois expoentes da força criadora e da vitalidade do pensamento, mas tão profundamente diferenciados nas perspetivas epistemológicas em que desenvolveram a sua atividade científica. O génio realista, se não positivista, de Bohr (1885-1962) apontou sempre mais, ou sobretudo, para essa fronteira estreita e fugidia do desconhecido, ao nível do microcosmos.

Bohr foi, acima de tudo, um extraordinário visionador de sendas novas, sempre colocado nas fronteiras do desconhecido, chefiando uma equipa tão ampla e complexa, que os seus colaboradores e componentes se distribuíam quase pelo mundo inteiro. O Instituto de Física Teórica de Copenhaga foi, em sua vida, o centro nervoso de toda a investigação criadora e original no campo de Microfísica.

Se fosse legítimo distinguir alguns trabalhos de entre a tão vasta bibliografia de Bohr, poderíamos, talvez, apontar: os estudos sobre os fenómenos de penetração e de passagem de partículas atómicas através da matéria (1915 e 1948); algumas contribuições que abriram rumos novos na Física Nuclear; a criação do original conceito de «núcleo composto» (1936); a teoria das reações de cisão (1939); os trabalhos que permitiram a cristalização da linguagem atual da Mecânica Quântica (1927-30); e os publicados a partir de 1947, para a dilucidação do conteúdo físico da teoria Quântica dos Campos, construída por Dirac e pelos seus colaboradores Heisenberg e Pauli.

Os três primeiros trabalhos de Bohr, publicados em 1913 com o título genérico «On the Constitution of Atoms and Molecules», marcam uma data histórica na evolução das ideias em Física, e dele derivam as raízes do desenvolvimento ulterior da Microfísica. Este é também o trabalho de Bohr de maior ressonância universal, no bom e no mau sentido.

(Do prefácio de J. L. Rodrigues Martins)

Ficha técnica

Edição:
4ª ed.
Coordenação editorial:
Fundação Calouste Gulbenkian
ISBN:
978-972-31-0619-1

Definição de Cookies

Definição de Cookies

A Fundação Calouste Gulbenkian usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação, a segurança e o desempenho do website. A Fundação pode também utilizar cookies para partilha de informação em redes sociais e para apresentar mensagens e anúncios publicitários, à medida dos seus interesses, tanto na nossa página como noutras.