Revista #209

em maio

Nesta edição, revelamos o vencedor do Prémio Vilalva, cuja atribuição é acompanhada por duas menções honrosas. O 11º Prémio será entregue à Cerâmica Antiga de Coimbra, que se distinguiu pela recuperação do espaço mas por muitas mais razões também. Na Newsletter deste mês, poderá ficar a saber do que se trata, mas também ver o antes e o depois da intervenção arquitetónica. Já as menções honrosas vão para… a livraria Lello, no Porto, e para o Projeto Letreiro Galeria.

Mas a Fundação não se preocupa só com a recuperação de património; também está atenta ao futuro, apoiando startups com ideias inovadoras, desde o combate à poluição ao consumo excessivo. Ao todo, na primeira edição do MAZE X, um programa apoiado pelas Fundações Gulbenkian e Rothschild e pela PLMJ, foram selecionados 10 projetos. Descubra quais são e com que ideias conseguiram convencer o júri.

A edição de maio da Newsletter destaca ainda o colóquio internacional que, a 16 e 17 deste mês, se vai debruçar sobre a obra de Sophia de Mello Breyner Andresen, como forma de comemorar os 100 anos do seu nascimento; e dá-lhe a conhecer o tema da nova Colóquio, que dedica um dossiê à obra de António Lobo Antunes, que publicou Os Cus de Judas há já 40 anos.

Passando para a música, a 17 e 18 de maio, o Grande Auditório vai transmitir o filme Tempos Modernos, de Charlie Chaplin, com interpretação simultânea, pela Orquestra Gulbenkian, da sua banda sonora. Sabia que este foi o último filme mudo de Chaplin? E que, além de ator e realizador, também foi ele quem compôs a música do filme? Se a sua música é outra, anote na sua agenda: o Jazz em Agosto será, este ano, de 1 a 11 de agosto, e vem sob o signo da resistência, com Marc Ribot como cabeça de cartaz.

Mas não lhe tiramos mais tempo. Boas leituras.

 

Download Newsletter (PDF 1MB)
Atualização em 02 Maio 2019