Revista #205

Em janeiro

2019 é um ano para celebrar Calouste Gulbenkian. O magnata arménio que passou os últimos anos da sua vida a Portugal nasceu a 23 de março de 1869 em Istambul (então Constantinopla). Ao longo da sua vida percorreu mundo, sobreviveu a duas grandes guerras, exerceu as funções de diplomata, homem de negócios, visionário na área do petróleo, foi um filantropo e construtor de uma riquíssima e diversificada coleção de arte, guardada no Museu ao qual foi dado o seu nome.

O ano em que se celebram os 150 anos do seu nascimento será pontuado por muitos e variados momentos em que as ligações multiculturais presentes na sua vida e na sua coleção não podiam ser desdenhadas. Assim, de 12 de julho a 7 de outubro, a Galeria Principal do Edifício Sede acolherá a exposição O Gosto pela Arte Islâmica – Dos Finais do Império Otomano à Era do Petróleo, com curadoria de Jessica Hallet. Já em março, também integrada nas comemorações dos 150 anos, será inaugurada a exposição Cérebro – mais vasto que o céu, na qual se vai explorar o funcionamento do órgão mais complexo do corpo humano e, através dele, permitir conhecermo-nos um pouco melhor, bem como aos outros e ao mundo que nos rodeia.

Entre outras notícias, dá-se conta da mostra do Isto é PARTIS e da Noite das Ideias e dos concertos do ano.

Download Newsletter (PDF 1MB)

 

Atualização em 14 Março 2019