PAT – Projeto Aprendizagem para todos

Formação de professores do ensino primário em Angola

 

Área de atuação: Ensino básico 
Promotor e coexecutor: Ministério da Educação de Angola 
Gestor: Fundação Calouste Gulbenkian  
Financiador: Banco Mundial  
Parceiros: Ministério da Educação de Angola 
Parceiro técnico: Escola de Educação do Instituto Politécnico de Setúbal  
Localização: Angola  
Beneficiários:  Professores do ensino primário de Angola  
Duração: 5 anos (2016 – 2020)
Fase do Projeto: Em desenvolvimento
ODS 4: Educação de qualidade

Escola Neves Bendinha, Luanda

O projeto tem como objetivo qualificar e reforçar as competências dos recursos humanos na educação ao nível do ensino primário em Angola.

Na sequência do trabalho desenvolvido no âmbito do PREPA – Projeto de formação de formadores de professores para o ensino primário em Angola -, que consistiu na formação de formadores, produção de guias e módulos de formação e apetrechamento e organização de um Centro de Recursos Educativos na Escola do Magistério primário de Benguela, a Fundação Gulbenkian foi convidada pelo Ministério de Educação de Angola a apresentar uma proposta para a componente de formação contínua dos professores do Projeto Aprendizagem para Todos (PAT).

Polo de formação Saurimo

O PAT utiliza o método de formação em cascata, começando pelos formadores de escolas do magistério e terminando em 15 mil professores do ensino primário e prevê a produção de manuais e cadernos para professores, fichas para alunos e kits pedagógicos.  


Objetivos de Desenvolvimento Sustentável

 

Este projeto contribui para as seguintes metas

 

Meta 4.1

Até 2030, garantir que todas as meninas e meninos completam o ensino primário e secundário que deve ser de acesso livre, equitativo e de qualidade, e que conduza a resultados de aprendizagem relevantes e eficazes

Meta 4.10

Até 2030, aumentar substancialmente o contingente de professores qualificados, inclusive por meio da cooperação internacional para a formação de professores, nos países em desenvolvimento, especialmente os países menos desenvolvidos e pequenos Estados insulares em desenvolvimento