Valsa das Flores de Tchaikovsky

Orquestra Gulbenkian / Lorenzo Viotti

Orquestra Gulbenkian
Lorenzo Viotti Maestro

Piotr Ilitch Tchaikovsky (1840 – 1893)
O Quebra-Nozes: Valsa das Flores

O Quebra-Nozes foi o último e o mais breve dos bailados de Tchaikovsky. Escrito entre fevereiro de 1891 e abril de 1892, a partir de um conto de Hoffmann intitulado O Quebra-Nozes e o Rei dos Ratos, relata a história sonhada por uma menina a quem ofereceram um belo quebra-nozes com cabeça humana. No sonho, depois de uma luta contra o Rei dos Ratos, o quebra-nozes transforma-se num príncipe, com quem a menina faz uma viagem até ao país das guloseimas. Este enredo é sobretudo um pretexto para uma série de curtas danças características protagonizadas por uma infinidade de personagens: a célebre Dança da Fada do Açúcar (onde a celesta é usada pela primeira vez de forma notável), Trepák (uma dança russa frenética), Dança Árabe, Dança Chinesa, Dança dos Mirlitons, etc. O bailado termina com a famosa Valsa das Flores. Estreado a 18 de dezembro de 1892 no Teatro Mariinski de São Petersburgo, O Quebra-Nozes não obteve o êxito esperado, mas a posteridade conferiu-lhe uma popularidade extraordinária.

Atualização em 03 agosto 2022

Definição de Cookies

Definição de Cookies

A Fundação Calouste Gulbenkian usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação, a segurança e o desempenho do website. A Fundação pode também utilizar cookies para partilha de informação em redes sociais e para apresentar mensagens e anúncios publicitários, à medida dos seus interesses, tanto na nossa página como noutras.