FCG Secção: Música
Carregar Eventos
  • Este evento já decorreu.
  • Filme
  • M6

The Rake’s Progress, de Igor Stravinsky

Projeção de Ópera do Festival d’Aix-en-Provence

Quando

Sáb, 14 julho 2018
20:00 até 22:50

Onde

Edifício Sede – Grande Auditório
Av. de Berna, 45A , Lisboa
217 823 700
Google Maps »

Bilhetes

Entrada gratuita sujeita à lotação do espaço ou da atividade e mediante levantamento de bilhetes nas bilheteiras da Fundação no próprio dia, no horário de funcionamento (máximo de 2 por pessoa)

A Gulbenkian Música associa-se ao Festival de Aix-en-Provence para transmitir no Grande Auditório, em grande ecrã, quatro produções inéditas: Carmen de Bizet, The Rake’s Progress de Stravinsky, Così Fan Tutte de Mozart e Alcina de Händel. Com entrada gratuita, esta iniciativa pretende levar algumas das melhores produções do prestigiado Festival além fronteiras, abrindo assim a música – e a ópera em particular – a um novo público.

 

Sinopse

Instalado nos Estados Unidos após a Segunda Guerra Mundial, Igor Stravinsky descobre a sequência de quadros do pintor inglês William Hogarth intitulada The Rake’s Progress (A Carreira do Libertino). A obra descreve a vida dissoluta de um libertino na Inglaterra do Séc. XVIII, com abundantes detalhes realistas e satíricos. Stravinsky teve a ideia de criar uma ópera a partir daí. O libreto de Auden e Kallman elabora um rendilhado sobre a história narrada por Hogarth, acrescentando-lhe a figura mefistofélica de Nick Shadow, alma danada do devasso Tom Rakewell. Do bordel, passando pela venda dos bens em hasta pública, Tom acabará entre loucos no asilo. A partir deste argumento originado no “Século das Luzes”, Stravinsky irá servir-se dos códigos da ópera do Séc. XVIII. Mas a linguagem musical, se deixa passar a recordação de Mozart, refere-se também a Rossini, Verdi ou Händel, dos quais “exibe” as estéticas num cubismo musical que nada perde da sua adstringência. Homem de teatro de primeiro plano do nosso tempo, Simon McBurney repinta esta “carreira do libertino”, enquanto Eivind Gullberg Jensen decapa as múltiplas camadas que Stravinsky empilhou na partitura, entre um distanciamento irónico e emoção genuína.

Ópera em inglês, com legendas em inglês

 

Direção musical Eivind Gullberg Jensen
Encenação Simon McBurney
Dramaturgia  Gérard McBurney
Cenografia Michael Levine
Guarda-roupa Christina Cunningham
Desenho de luz Paul Anderson
Vídeo Will Duke
Assistente de encenação/Coreógrafa Leah Hausman
Ann Trulove Julia Bullock
Tom Rakewell Paul Appleby
Nick Shadow Kyle Ketelsen
Trulove David Pittsinger
Mother Goose Hilary Summers
Baba la Turque (Baba a Turca) Andrew Watts
Sellem Alan Oke
Nick Shadow 2, O Guarda do asilo Evan Hughes
Coro English Voices
Orquestra Orchestre de Paris

Nova produção do Festival d’Aix-en-Provence 2017

Em coprodução com a Ópera Nacional da Holanda, Amsterdão

Em colaboração com Complicite, Londres

 

Em agenda