• 1911
  • Papel
  • Guache
  • Inv. 77DP345
  • Desenho
  • Arte Portuguesa

Amadeo de Souza-Cardoso

título desconhecido (Clown, Cavalo, Salamandra)

Clown, Cavalo, Salamandra é o mais reproduzido dos guaches de Amadeo, e foi, provavelmente, uma das obras da sua primeira exposição com Modigliani (1911).* Embora o desenho domine então o seu trabalho, a experiência breve com o guache seria decisiva, levando-o às experiências pictóricas que desenvolve mais tarde a óleo, impondo à simplificação gráfica das composições o colorido e a materialidade intensa que se tornam uma das suas marcas distintivas, e explorando novos meios para representar o ritmo e movimento nos seus usuais temas cinegéticos.

 

Conhecem-se dois desenhos preparatórios idênticos deste guache (ver I e II), nos quais a fisionomia do cavalo parece ser decalcada do pergaminho japonês de Fujiwara Takanobu (século XII).** Porém, a figura do cavaleiro montado desaparece do guache, e surge, em seu lugar, um insólito chapéu colorido de palhaço (clown). Também o cavalo, o único protagonista, apesar de não ter decoração no desenho, adquire a extravagante pigmentação de uma salamandra, com círculos brancos e verdes (exagerando o cavalo malhado do ícone japonês), numa malha de signos pictóricos que, no mesmo ano em que Franz Marc começara a pintar os cavalos azuis, e antes da invenção dos círculos órficos de Robert Delaunay, se torna um motivo recorrente na obra de Amadeo, que a vai manipulando de formas diferentes como uma estratégia para reformular a ideia da representação naquilo que ela mais atacada pelas vanguardas: no ritmo, no espaço e na vitalidade.

 

Ao contrário da selva exótica, à Henri Rousseau, como prevista no desenho, com o enquadramento esquemático e minimal de plantas na frente e uma palmeira no fundo, no guache, esta última será colocada num canteiro. Parece assim situar-se num interior (inacabado?), atravessado por uma mancha amarela que une vários núcleos da imagem, caracterizados pelo espaço plano e pelas escalas divergentes. Desconhece-se qualquer eventual referente narrativo da inscrição Clown, Cavalo, Salamandra, pelo que a combinação aparentemente aleatória de palavras parece anunciar o uso futurista que dela fará depois. A ilustração insólita, porém, evoca o ambiente festivo que obedece ao programa de euforia visual protagonizado por Amadeo, recorrendo ao circo como motivo central na arte moderna, e na cultura popular – de coincidentes paralelos à famosa obra de Seurat*** –, para explorar, de modo visualmente apelativo, possibilidades pictóricas do colorido e desenho.

 

 

Afonso Ramos

Junho de 2013

 

 

* A exposição de Amadeo e Modigliani teve lugar no ateliê do artista português, no 3, rue Colonel Combes, em Paris, onde afirma ter apresentado “desenhos e alguns cartões,” ao lado de guaches e sete esculturas do italiano. Entre os convidados de honra, estiveram presentes Apollinaire, Brancusi, Derain, Max Jacob e Picasso.

 

** O original, Handscroll of Horses, encontra-se no British Museum, Londres. Cf. Amadeo de Souza-Cardoso: diálogo de vanguarda, Lisboa: CAM/FCG, 2006, p. 187.

 

*** A emblemática obra de Seurat, Le Cirque (1890), cuja paleta tem aqui algum eco, parece ter sido citada diretamente por Amadeo num desenho desse ano.

TipoValorUnidadesParte
Largura31,8cm
Altura23,8cm
Tipotítulo
Texto"CLOWN CAVALO SALAMANDRA"
Tipoassinado
TextoA.S.C.
Posiçãocanto inferior esquerdo
TipoDoação
Data1977
Amadeo de Souza-Cardoso: peintre portugais, 1887-1918
Paris, Centre Culturel Calouste Gulbenkian, 1995
Monografia
1887-1987 centenário do nascimento de amadeo de souza-cardoso
Lisboa, Fundação Calouste Gulbenkian, 1987
Catálogo
Amadeo de Souza-Cardoso: diálogo de vanguardas
Lisboa, Fundação Calouste Gulbenkian. Centro de Arte Moderna José de Azeredo Perdigão, Assírio & Alvim, 2006
Catálogo
Amadeo de Souza-Cardoso (1887-1918): Ein pionier aus Portugal
Hamburg, Ernst Barlach Haus, 2007
Catálogo
1887-1987 centenário do nascimento de amadeo de souza- cardoso
Fundação Calouste Gulbenkian
Curadoria: Fundação Calouste Gulbenkian
20 de Julho de 1987 a 31 de Outubro de 1987
Fundação Calouste Gulbenkian
Amadeo de Souza-Cardoso: diálogo de vanguardas
Curadoria: FREITAS, Helena de
15 de Novembro de 2006 a 15 de Janeiro de 2007
Fundação Calouste Gulbenkian
Amadeo de Souza-Cardoso (1887-1918): Ein pionier aus Portugal
2 de Dezembro de 2007 a 30 Março de 2008
Ernst Barlach Haus