• 1959
  • Tela
  • Óleo
  • Inv. 60P245
  • Pintura
  • Arte Portuguesa

Lourdes Castro

Outubro

Nos primeiros anos em que se encontra em Paris (1958-1960), o trabalho de Lourdes Castro surge ainda associado à prática da abstração, opção que era partilhada pela generalidade dos seus companheiros do grupo KWY. A obra Outubro integra um grupo maior de oito obras abstratas com títulos relativos a meses, que fazem referência direta ao período da sua produção. Explorando ainda as potencialidades expressivas das técnicas e suportes tradicionais, logo abandonados em 1961, podemos identificar já nesta fase, a sugestão de preocupações relativas à passagem do tempo, a efemeridade* que encontrarão ecos diferenciados em trabalhos posteriores.

 

Desde dezembro de 1960, a obra pertencerá à FCG, tendo sido adquirida à data da primeira exposição do grupo KWY em Lisboa, patente na Sociedade Nacional de Belas Artes, e que contou com o apoio da mesma Fundação.

 

 

* No catálogo da exposição a artista faz acompanhar as suas obras de uma estrofe de Camões: «Mudam-se os tempos, mudam-se as vontades/Muda-se o ser, muda-se a confiança;/Todo o mundo é composto de mudança,/Tomando sempre novas qualidades.»

 

 

 

Catarina Crua

Junho de 2013

TipoValorUnidadesParte
Largura54cm
Altura65cm
Tipo assinatura
TextoLourdes
Posiçãofrente, canto inferior direito
Tipo data
Texto59
Posiçãofrente, canto inferior direito
TipoAquisição
DataDezembro 1960
50 Anos de Arte Portuguesa
Lisboa, Fundação Calouste Gulbenkian, 2007
ISBN:978-972-678-043-4
Catálogo de exposição
KWY - Paris 1958-1968
Centro Cultural de Belém
Curadoria: Margarida Acciaiuoli
15 de Março de 2001 a 22 de Julho de 2001
Grande Hall de Exposições do Centro Cultural de Belém
Exposição sobre o grupo KWY: René Bertholo, Lourdes Castro, Christo, Gonçalo Duarte, José Escada, Costa Pinheiro, João Vieira e Jan Voss. A inauguração da exposição foi no dia 15 de Março de 2001, fazendo parte desta um almoço no Restaurante A Commenda, pelas 13 horas.
50 Anos de Arte Portuguesa
Fundação Calouste Gulbenkian
Curadoria: Fundação Calouste Gulbenkian
6 de Junho de 2007 a 9 de Setembro de 2007
Sede da FCG, Piso 0 e 01
Exposição programada pelo Serviço de Belas-Artes e pelo Centro de Arte Moderna, da Fundação Calouste Gulbenkian. Comissariado: Raquel Henriques da Silva, Ana Ruivo e Ana Filipa Candeias
Caligrafias : Uma Realidade Inquieta
Fundação Portuguesa das Comunicações
Curadoria: Maria João Fernandes
9 de Outubro de 2008 a 15 de Janeiro de 2009
Lisboa, Fundação Portuguesa das Comunicações
A exposição inaugurou dia 9 de Outubro de 2008, integrando as várias acções preparadas por ocasião das comemorações do Dia Mundial dos Correios.
Atualização em 23 Janeiro 2015