• 1911
  • Óleo e Tela
  • Óleo
  • Inv. 77P1
  • Pintura
  • Arte Portuguesa

Amadeo de Souza-Cardoso

Lévriers / Os Galgos

Os Galgos está entre as primeiras telas exibidas por Amadeo, no 27º Salon des Indépendants em Paris (1911).* Esse ano marca uma intensa abertura para a pintura na obra de Amadeo, em composições formalmente idênticas, e sobretudo dedicadas à temática da caça, consolidando a sua mitologia pessoal e procurando afirmar a identidade autoral. Definem-se pela simplificação gráfica no desenho, então desenvolvido em forte cumplicidade com o amigo Modigliani,** nas figuras estilizadas de formas alongadas, que transpõe para estes inventados cenários exóticos, nos quais explora as exuberâncias materiais da pintura, pincelando com vigor os campos de cores lisas, mas vibrantes e luminosas, muito contrastantes, exaltando o decorativismo do conjunto, de modo reminiscente do simbolismo ou arte nova. A coesão temática e estilística gera vários paralelismos, por exemplo, em Saut du Lapin (Art Institute of Chicago), cujo coelho é decalcado dos dois n’Os Galgos, ornamentados todos a partir da estampa japonesa então em voga; outro desenho dos XX Dessins, ilustra estes mesmos coelhos a serem perseguidos por um galgo branco e outro galgo preto.

 

Contra os montes do fundo e o sol nascente, que anuncia a chegada duma madrugada de caça, perfilam-se dois galgos, um branco e um preto, expectantes, sobrepondo-se a tudo, enquanto que os dois coelhos, suspensos no salto, fogem a estes dominantes predadores que espiam do primeiro plano, antecipando a ação prestes a eclodir, ou sugerindo múltiplas temporalidades, em solução futurista, criando uma tensão única entre as caçadas de Amadeo, nas quais, habitualmente, nenhum animal é estático. Conhecem-se dois desenhos preparatórios desta obra: um da efígie dos galgos, e outro desta composição, mas em formato horizontal, contendo já o ritmo criado pela duplicação de cada um dos animais e das formas. Optando pela verticalidade da tela, Amadeo explora assim meios pictóricos para sintetizar a narrativa, criando um enquadramento inabitual que nos aproxima da cena ao ponto de amputar parte do corpo dos galgos (como se, na posição de caçadores, também eles olhassem o quadro de fora, estudando as suas presas, e como se os coelhos estivessem a saltar para fora dos seus limites), além de manipular também a escala, distorcendo as linhas que definem os vários planos, curvando-as como ao sol por detrás, colocando o próprio cenário em movimento.

 

Exames recentes revelaram existirem também duas pinturas sob a camada final d’Os Galgos, representando uma mulher e uma cena pastoral com cavalos.***

 

 

Afonso Ramos

Julho de 2013

 

 

* A exposição ficou marcada pelo escândalo cubista. Na Sala 16, “où se trouvent les envois de Cardoso”, como anota Apollinaire, o pintor português expôs seis obras da sua autoria.

 

** Segundo Diogo de Macedo, Modigliani entusiasmou-se ao observar estas pinturas de Amadeo no Salon, e exclamou: “Voilà! Voilà! C’est presque bien... Il ne lui manque plus qu’un peu de courage pour emmerder ces barbouilleurs!” (14, cité Falguière, Lisboa: Seara Nova, 1930)

 

*** O resultado destes exames deu lugar a uma exposição no CAM em 2004, Os Galgos de Amadeo de Souza-Cardoso – Olhar a história de uma pintura.

TipoValorUnidadesParte
Altura100cm
Largura73cm
TipoAquisição
Data31-08-1977
Amadeo de Souza Cardoso: peintre portugais, 1887-1918
Paris, Centre Culturel Calouste Gulbenkian, 1995
Monografia
amadeo de souza cardoso
Paris, Casa de Portugal, 1958
Catálogo
amadeo de souza-cardoso
Lisboa, SNI, 1959
Catálogo
Artistas portugueses na V Bienal de S. Paulo
São Paulo, Museu de Arte Moderna, 1959
Catálogo
Portuguese art since 1910: The Diploma Galleries
Lisboa, Fundação Calouste Gulbenkian, 1978
Catálogo
Roteiro do Centro de Arte Moderna
Lisboa, Fundação Calouste Gulbenkian, Centro de Arte Moderna, 1985
Roteiro
Il Portogallo a Milano
Milano, Electa, 1985
Catálogo
Arte Contemporáneo Portugués
Lisboa, Fundação Calouste Gulbenkian, Centro de Arte Moderna, 1987
Catálogo de exposição
Amadeo
Roma, Companhia de Seguros Bonança, 1988
Catálogo
Amadeo de Souza Cardoso
Madrid, Fundación Juan March, 1998
Catálogo
At the edge: a portuguese futurist: Amadeo de Souza Cardoso
Lisboa, Ministério da Cultura, Gabinete das Relações Internacionais; Washington : The Corcoran, 1999
Catálogo
Mondrian. Amadeo: da paisagem à abstracção
Porto, Asa, 2001
Catálogo
100 pintores portugueses do século XX
Lisboa, Alfa, 1986
Monografia
1887-1987 centenário do nascimento de amadeo de souza cardoso
Lisboa, Fundação Calouste Gulbenkian, 1987
Catálogo
Centro de Arte Moderna José de Azeredo Perdigão: Roteiro da colecção
Lisboa, Fundação Calouste Gulbenkian, 2004
Roteiro
Salon des Indépendants: Catalogue de la 27e exposition
Paris, Société des Artistes Indépendants, 1911
Catálogo
História da arte em Portugal: Pioneiros da modernidade. Vol. 12
Lisboa, Alfa, 1988
Monografia
História da Arte Portuguesa: Do Barroco à Contemporaneidade. Vol. III
Lisboa, Círculo de Leitores, 1995
Monografia
Amadeo de Souza-Cardoso: o português à força & Almada Negreiros: o português sem mestre
Venda Nova, Bertrand, 1986
Monografia
À luz de Einstein, 1905-2005
Lisboa, Fundação Calouste Gulbenkian, Serviço de Ciência, 2005
Catálogo
Amadeo de Souza-Cardoso: diálogo de vanguardas
Lisboa, Fundação Calouste Gulbenkian. Centro de Arte Moderna José de Azeredo Perdigão, Assírio & Alvim, 2006
Catálogo
Amadeo de Souza-Cardoso: Fotobiografia: Catálogo raisonné. Vol. I
Lisboa, Centro de Arte Moderna José de Azeredo Perdigão, Fundação Calouste Gulbenkian; Assírio & Alvim, 2007
Monografia
Amadeo de Souza-Cardoso (1887-1918): Ein pionier aus Portugal
Hamburg, Ernst Barlach Haus, 2007
Catálogo
Arte Contemporáneo Portugués
Fundação Calouste Gulbenkian
Curadoria: CAM/FCG
Fevereiro de 1987 a Março de 1987
Madrid, Museo Espanõl de Arte Contemporáneo
Exposição organizada pelo CAM e pelos ministérios dos "Asuntos Exteriores" e da Cultura de Espanha. A exposição apresentou obras da Colecção do Centro de Arte Moderna e de colecções particulares.
amadeo de souza cardoso
Paulo Ferreira
23 de Janeiro a 18 de Março de 1958
Casa de Portugal
19 de Maio a 31 de Maio de 1956
Galeria Dominguez Alvarez
Exposição de pinturas, aguarelas e desenhos.
At the edge: a portuguese futurist: Amadeo de Souza Cardoso
20 de Janeiro a 17 de Março de 2000
The Arts Club of Chicago
11 de Setembro a 28 de Novembro de 1999
The Corcoran Gallery of Art
Exibiu 53 obras de Amadeo.
Il Portugallo a Milano
7 de Março a 21 de Abril de 1985
Palazzo Reale
Exibiu 20 obras de Amadeo.
Portuguese art since 1910: The Diplome Galleries
2 de Setembro a 1 de Outubro de 1978
Royal Academy of Arts
Exibiu 10 obras de Amadeo.
Artistas Portugueses na V Bienal de S. Paulo
Setembro a Dezembro 1959
Museu de Arte Moderna de São Paulo
Nesta bienal foi dedicada uma sala exclusivamente a Amadeo (Sala Amadeo de Souza - Cardoso).
amadeo de souza-cardoso
Paulo Ferreira
Maio de 1959
Secretariado Nacional de Informação - Palácio Foz
Junho de 1959
Museu Nacional Soares dos Reis
Exibiu 172 obras de Amadeo, não estando todas identificadas.
Amadeo
11 de Junho a 3 de Julho de 1988
Palazzo Lazzarini
Exibiu 27 obras de Amadeo.
Amadeo de Souza Cardoso
16 de Janeiro a 1 de Março de 1998
Fundación Juan March
Exposição co-organizada pelo Centro de Arte Moderna José Azeredo Perdigão da Fundação Calouste Gulbenkian. Exibiu 54 obras de Amadeo.
Mondrian. Amadeo: da paisagem à abstracção
28 de Junho a 30 de Setembro de 2001
Museu de Arte Contemporânea de Serralves
Exibiu 32 obras de Amadeo.
1887-1987 centenário do nascimento de amadeo de souza cardoso
Fundação Calouste Gulbenkian
Curadoria: Fundação Calouste Gulbenkian
20 de Julho de 1987 a 31 de Outubro de 1987
Fundação Calouste Gulbenkian
Exposição realizada no âmbito do centenário do nascimento de Amadeo de Souza-Cardoso.
XXVII Salon des Indépendants
21 de Abril a 13 de Junho de 1911
Quai d'Orsay, Pont de l'Alma
Exibiu 6 obras de Amadeo, estando algumas delas por identificar.
à luz de Einstein
4 de Outubro de 2005 a 15 de Janeiro de 2006
Fundação Calouste Gulbenkian
Exibiu uma obra de Amadeo.
Centro de Arte Moderna José de Azeredo Perdigão
Obras de Amadeo que fazem parte da colecção do CAM, presentes na exposição permanente.
Amadeo de Souza-Cardoso: diálogo de vanguardas
Curadoria: FREITAS, Helena de
15 de Novembro de 2006 a 15 de Janeiro de 2007
Fundação Calouste Gulbenkian
Integra 193 obras de Amadeo e 77 obras de artistas internacionais.
Amadeo de Souza-Cardoso (1887-1918): Ein pionier aus Portugal
2 de Dezembro de 2007 a 30 Março de 2008
Ernst Barlach Haus
Apresentou 66 obras de Amadeo.