Robin Fior. Call to Action / Abril em Portugal

Partindo do espólio de Robin Fior, recentemente doado à Biblioteca de Arte da Fundação Calouste Gulbenkian, a exposição Robin Fior. Call to Action/Abril em Portugal junta, pela primeira vez, materiais concebidos pelo designergráfico em Inglaterra e em Portugal, entre as décadas de 1960 e 1980.

O caderno que acompanha esta exposição contou com a contribuição de Robin Kinross, autor e editor de vários ensaios e publicações das áreas da comunicação visual e da tipografia. O ensaio da sua autoria explora o início da carreira de Fior e o seu período inglês, a ligação à campanha antinuclear e à política de esquerda.

Segue-se um ensaio da autoria de Ana Baliza, curadora da exposição, que analisa o período português de Robin Fior, desde a sua chegada em 1973 para dar um workshop aos membros da cooperativa PRAXIS ao seu envolvimento na revolução do 25 de Abril. Desta época destacam-se os cartazes para os movimentos de libertação das colónias que desenvolveu para o CIDA-C, a sua participação no Movimento de Esquerda Socialista e, sobretudo, a sua ligação ao Ar.Co, uma escola que promovia uma abordagem alternativa ao ensino artístico.

A publicação inclui ainda a reedição de um texto escrito pelo próprio Robin Fior, publicado pela primeira vez em 1994. Com anotações da curadora, este texto explora a evolução do design gráfico em Portugal.

Uma lista de todas as obras expostas encerra esta oitava edição da série Conversas, que decorre até fevereiro de 2020.


Ficha técnica

Textos:
Robin Kinross, Ana Baliza e Robin Fior
Coordenação editorial:
Museu Calouste Gulbenkian
Editado:
2019
Páginas:
16
Língua:
Português, Inglês
Capa:
Brochado
ISBN:
978-989-8758-65-1
Preço:
10 €
Stock:
available
Atualização em 21 Novembro 2019