MOER

Ana Jotta, Ricardo Valentim

O livro MOER é um projeto dos artistas Ana Jotta (Lisboa, 1946) e Ricardo Valentim (Loulé, 1978), realizado no contexto da exposição Al Cartio e Constance Ruth Howes de A a C. A exposição, concebida pelos artistas para o Espaço Projeto do Centro de Arte Moderna da Fundação Calouste Gulbenkian, teve lugar de 19 de outubro de 2018 a 14 de janeiro de 2019, apresentando um seleção de obras em papel de Al Cartio (Honolulu, 1951) e Constance Ruth Howes (Baltimore, 1947), em que as palavras e as paisagens marítimas criam ritmos alternados ao longo da galeria. E a exposição, no seu display, é em si mesma um acontecimento escultórico.

O livro MOER expõe correspondência trocada, imagens de obras dos autores, muitas delas intervencionadas pelos próprios, ações e outros materiais reunidos desde 2010, ano em que os artistas Ana Jotta e Ricardo Valentim se conheceram, dando corpo a um diálogo entre as suas práticas artísticas.

MOER constitui assim um corpus (ou atlas) de uma intensa colaboração artística, construído por dois artistas de gerações diferentes que criam aqui um território inesperado e muito singular, marcado por uma relação artística e pessoal feita de cumplicidades e conversas, de interesses comuns – como a tipografia e as espécies tipográficas –, do cruzamento de práticas artísticas e do questionamento dos conceitos fundadores da própria prática artística, como o de autor (e autoria), o de curador e o do objeto «exposição» e os seus modos de produção e apresentação no espaço do museu. 

A palavra «MOER», que sugere uma ação que se declina nos verbos amassar, farinar, romper ou partir, afrontar, mastigar…, deriva da palavra «MOI», inscrita num cartão de «visita» de Ana Jotta (que se apropria de um type specimen do Tarbé), onde se vêm inscrever as letras «E» e «R», acrescentadas à mão por Ricardo Valentim. Como obra, MOER é um livro – «um livro bem feito por duas pessoas amigas» –, mas é também uma exposição «temporária» que acontece no espaço das já históricas edições «Série de Cultura Portuguesa» do plano de edições da Fundação Calouste Gulbenkian, desenhadas pelo designer Sebastião Rodrigues (Portugal, 1929-1997), gesto que é também uma apropriação de um objeto físico e tipográfico e uma intervenção artística sobre formas históricas de relação cultural.

O livro MOER teve a participação da designer gráfica Márcia Novais, que trabalhou a partir do design original de Sebastião Rodrigues. A programação da exposição Al Cartio e Constance Ruth Howes. de A a C e do livro MOER, assim como a coordenação editorial do livro, esteve a cargo de Rita Fabiana.

O livro MOER foi selecionado entre outros 17 livros nacionais no âmbito da edição nacional do Prémio Design de Livro 2019, tendo a designer Márcia Novais recebido a medalha de bronze no Best Book Design from all over the World 2020 pelo design, prémio atribuído pela fundação alemã Stiftung Buchkunst.

Ficha técnica

Textos:
Ana Jotta, Ricardo Valentim
Idioma:
Português / Inglês
Coordenação editorial:
Fundação Calouste Gulbenkian
Editado:
2018
Capa:
Encadernado
Páginas:
624 p.
ISBN:
978-989-8758-57-6