Filipa César. Crioulo Quântico

Filipa César (Porto, 1975) apresenta no Espaço Projeto da Coleção Moderna uma exposição que se materializa numa instalação e num filme de ensaio que abordam a crioulização para lá da linguagem e como modo de pensar o mundo. O filme Crioulo Quântico teve origem num processo de pesquisa coletivo, recorre a diferentes formatos de imagem em movimento (vídeo, 16 mm e animação 3D) e é uma das três «estações» ou momentos expositivos previstos pela artista numa trajetória internacional de longa duração, que inclui três instituições: Haus der Kulturen der Welt, em Berlim, Museu Calouste Gulbenkian, em Lisboa, e Tabakalera, em San Sebastián.

O caderno produzido por ocasião da exposição, em português e em inglês, é constituído por um ensaio da autoria da curadora da exposição, Leonor Nazaré, que se articula em três partes fundamentais: um enquadramento teórico da proposta da artista, um comentário sobre a ação/performance na Haus der Kulturen der Welt que antecedeu a mostra em Lisboa e uma reflexão sobre o projeto Crioulo Quântico. Este texto é ainda pontuado por uma seleção de stills do filme de ensaio que mostram os têxteis e as plantas de algodão da Guiné-Bissau, assim como alguns momentos da performance que ocorreu em Berlim.

 

Ver Publicação (PDF 533 KB)

 

Ficha técnica

Textos:
Leonor Nazaré
Idioma:
Português/Inglês
Coordenação editorial:
Calouste Gulbenkian Museum
Editado:
2019
Capa:
Brochado
Páginas:
16
ISBN:
978-989-8758-60-6
Preço:
5 €
Stock:
available