Praneet Soi. Terceira Fábrica

Publicada por ocasião da exposição Praneet Soi. Terceira Fábrica. De Caxemira a Lisboa via Caldas, a presente edição, com o mesmo título, pode ser considerada como um prolongamento no espaço e no tempo do projeto do artista Praneet Soi (Calcutá, 1971) que ocupou a Galeria do Piso Inferior da Coleção do Fundador.

As páginas iniciais e centrais são preenchidas por fotografias da instalação numa dinâmica entre imagem de dupla página e imagem de página única que se articula entre vistas gerais do espaço, stillsdas projeções e obras da Coleção Calouste Gulbenkian. Este ritmo visual proporciona uma visita pela galeria preenchida por três elementos que integravam a instalação, reproduzindo na publicação a «conversa» de Praneet Soi com a Coleção do Fundador, a importância da produção de azulejos nas Caldas da Rainha, as referências à cidade de Lisboa e à tradição das manufaturas de Caxemira Na mesma linha, o texto que se segue representa por si só uma viagem desde a origem do projeto até ao momento da sua concretização na Galeria do Piso Inferior. O texto do curador João Carvalho Dias conduz-nos desde Srinagar (2009), momento em que Praneet Soi contactou com o azulejo do século XV, que lhe serviu de referente para o revestimento das suas instalações, até à galeria no Museu Gulbenkian, espaço imersivo, que a composição musical original de David Maranha conscientemente construiu. Entre estes dois momentos da viagem, início e fim do texto do curador, fica a narrativa do processo de conceção, ele próprio integrado na instalação através das projeções que ocupam as estruturas de Praneet Soi.        

A presente publicação é bilingue – português e inglês –, e integra a linha editorial do Espaço «Conversas».     

  • Textos: João Carvalho Dias
  • Coordenação editorial: Museu Calouste Gulbenkian
  • Editado: 2018
  • Capa: Brochado
  • Páginas: 40
  • Língua: Português/Inglês
  • ISBN: 976-989-8758-51-4
  • Stock: Disponível