Aimée Zito Lema. 13 Shots

Para a sexta apresentação do Espaço Projeto, a artista Aimée Zito Lema (Amesterdão, 1982) propôs uma instalação inédita que resultou de uma colaboração com o Grupo de Teatro do Oprimido de Lisboa. Sob o título 13 Shots, este projeto partiu de exercícios performativos realizados em torno dos conceitos de memória individual e coletiva e da transmissão intergeracional da memória do 25 de Abril.

No seguimento de uma linha editorial iniciada em 2017, a publicação que acompanha esta mostra apresenta um texto da autoria das curadoras Ana Cachola, Daniela Agostinho e Luísa Santos, que incide sobre o trabalho de Aimée Zito Lema e sobre a problemática da memória. Segue-se uma curta biografia da artista.

Profusamente ilustrado, o caderno apresenta fotografias da instalação no Espaço Projeto, bem como imagens mais detalhadas de algumas obras da artista, como fotografias, serigrafias e stillsde vídeo, que acompanham o processo de trabalho com o grupo de teatro e a sua investigação sobre o Arquivo Gulbenkian.

  • Textos: Ana Cachola, Daniela Agostinho, Luísa Santos
  • Coordenação editorial: Museu Calouste Gulbenkian
  • Editado: 2018
  • Capa: Brochado
  • Páginas: 16
  • Língua: Português/Inglês
  • ISBN: 978-989-8758-52-1
  • Preço: €5
  • Stock: Disponível