Surrealismo na Coleção Moderna

Exposição na Fundação Cupertino de Miranda, em Vila Nova de Famalicão

A Fundação Cupertino de Miranda apresenta, de 1 de junho a 8 de setembro, a exposição temporária O Surrealismo na Coleção Moderna da Fundação Calouste Gulbenkian, que conta com um empréstimo de quase 60 obras surrealistas portuguesas pertencentes ao Museu Calouste Gulbenkian – Coleção Moderna.

A exposição inaugura o Centro Português do Surrealismo, que neste momento acolhe mais de 3000 obras na sua coleção, atualmente uma das mais importantes coleções de arte surrealista em Portugal.

Reunindo pintura, escultura, desenho, fotografia e gravura, O Surrealismo na Coleção Moderna da Fundação Calouste Gulbenkianinclui obras de mais de uma dezena de artistas portugueses, entre os quais António Pedro, António Dacosta, Marcelino Vespeira, Fernando de Azevedo, Cruzeiro Seixas, Fernando Lemos ou Mário Cesariny.

Acompanha a exposição um catálogo onde estão reproduzidas todas as obras expostas e um vasto núcleo de obras da Coleção Moderna, num total de 197 imagens. Os textos de apresentação são de Pedro Álvares Ribeiro e Penelope Curtis, havendo ainda um ensaio de António Gonçalves e Perfecto E. Cuadrado e um outro de Laura Mateus Fonseca.