História das Exposições de Arte da Fundação Calouste Gulbenkian

Catálogo Digital

A Fundação Calouste Gulbenkian assumiu, desde a sua constituição em 1956, um papel interventivo e transformador nas artes plásticas portuguesas. A promoção de jovens artistas e de novas tendências da arte nacional e internacional e a divulgação de períodos anteriores da arte portuguesa foram determinantes para a atualização e dinamização do panorama artístico português, bem como para a recuperação e estudo do património arquitetónico e plástico.

As exposições da Fundação Calouste Gulbenkian têm constituído uma das vertentes de maior impacto da sua atividade junto do público. De facto, elas expressam as políticas de acompanhamento da arte contemporânea e de salvaguarda do património empreendidas pela Fundação, e asseguram a divulgação da arte internacional, de diversas geografias e cronologias, no nosso país.

O projeto História das Exposições de Arte da Fundação Calouste Gulbenkian – Catálogo Digital é um projeto transversal que tem como principais objetivos a eficaz projeção internacional da memória expositiva da Fundação e a participação no amplo debate internacional que decorre na área da História das Exposições, disciplina emergente da História da Arte e dos Estudos dos Museus.

Iniciado em 2014, este projeto tem em curso um profundo trabalho de investigação, baseado na inventariação, estudo e divulgação da informação proveniente do vasto espólio documental dos Arquivos Gulbenkian, dos fundos da Biblioteca de Arte e de outras fontes relacionadas.

A sistematização da informação reunida é assegurada por uma base de dados informática, cujo conteúdo estará brevemente disponível online, que tornará acessível à comunidade científica e também ao público em geral a história da atividade expositiva da Fundação e as suas fontes.

Para a concretização deste projeto, a Fundação Calouste Gulbenkian estabeleceu uma parceria científica com o Instituto de História da Arte, FCSH, Universidade NOVA de Lisboa, através do seu grupo Museum Studies. O catálogo estabelece remissões privilegiadas para teses de Mestrado e de Doutoramento e para comunicações ou produção científica cujo objeto de estudo sejam as exposições e as coleções da Fundação Calouste Gulbenkian.

 

Equipa 

Coordenação Institucional: Penelope Curtis, FCG [2016 – ];Raquel Henriques da Silva, IHA-FCSH/NOVA [2016 – ]; Rui Gonçalves, FCG [2013 – 2016]. Coordenação Geral: Leonor Nazaré, FCG [2016 – ]; Helena de Freitas, FCG [2013 – 2016]; Raquel Henriques da Silva, IHA-FCSH/NOVA [2013 – 2016]. Coordenação Científica: Isabel Falcão, IHA-FCSH/NOVA  [2016 – ]; Helena de Freitas, FCG [2013 – 2016]; Raquel Henriques da Silva, IHA-FCSH/NOVA [2013 – 2016]. Apoio à Coordenação e Consultoria Científica: Joana Baião, IHA-FCSH/NOVA [2015 – 2016]; Leonor Oliveira, IHA-FCSH/NOVA [2013 -2015]. Coordenação Editorial e Produção Executiva: Matilde Corrêa Mendes, FCG/LAREDO [2015 – ]. Investigação: Ana Lúcia Luz, FCG [2013 – ]; Filipa Coimbra, FCG [2014 – ]; Isabel Falcão, IHA-FCSH/NOVA  [2016 – ]; Carolina Matias, IHA-FCSH/NOVA [2016 – ]; Mariana Roquette, IHA-FCSH/NOVA [2017 – ]; Joana Brito, FCG [2014 – 2016]; Joana Baião, IHA-FCSH/NOVA [2014 – 2016]. Imagem: Joana Lobinho, FCG [2015 -]. Apoio à Inventariação: António Silva, FCG [2016 – ]; Patrícia Simões, FCG [2016 – ]; Joana Atalaia, FCG [2017 -]; Mariana Soller, FCG [2017 – ]; Sofia Carvalho, FCG [2015 – 2016]; Inês Pais, FCG [2014 – 2015].

Atualização em 21 Novembro 2017