12 Dezembro 2018

Cupido Triunfante

Quatro décadas depois, «Cupido Triunfante» volta a ser exposto no Museu.

Konrad Heinrich Schweickle (1779-1833)«Cupido Triunfante», século XIX. Mármore. Coleção do Fundador

Depois de cerca de quarenta anos distante do público, a escultura Cupido Triunfante, da autoria do artista alemão Konrad Heinrich Schweickle (1779-1833), encontra-se agora em exposição no átrio da Coleção do Fundador.

Datada de inícios do século XIX, esta obra de inspiração neoclássica não é mostrada desde 1976, ano em que figurou na célebre Exposição Evocativa que comemorou o vigésimo aniversário da Fundação Calouste Gulbenkian. Na altura, a obra foi identificada como uma representação de Baco. Contudo, a nova leitura de um elemento que se encontra na escultura, o relâmpago aos pés do deus, símbolo do triunfo de Cupido sobre Júpiter, permitiu esta identificação.

Antes de ser instalada no átrio da Coleção do Fundador, a obra, exposta durante vários anos no terraço da casa de Paris de Calouste Gulbenkian, foi objeto de uma intervenção de restauro que lhe devolveu o aspeto original.

A escultura que habitualmente se encontra neste lugar, Apolode Jean-Antoine Houdon, integra, atualmente, a exposição temporária Pose e Variações. Escultura em Paris no tempo de Rodin.

Atualização em 14 Dezembro 2018