Carregar Eventos
  • Gulbenkian Itinerante

Pontos de Encontro

Atravessar culturas através dos tempos

Quando

17 março 2019 – 9 junho 2019
10:00 até 18:00

Onde

Centro de Artes de Sines , Sines
Google Maps »

Com inauguração a 16 de março e abertura ao público a 17, esta exposição, a decorrer no Centro de Artes de Sines, organiza-se em três núcleos. O primeiro, dedicado ao retrato, inicia-se com o retrato que Mário Eloy faz da sua mãe. No segundo núcleo, a figura humana avança pelo espaço, descobrindo campos e cidades, jardins e estradas. O terceiro núcleo é dedicado à natureza. A seleção de obras que compõe esta mostra comprova que o espaço físico e temporal que separa as duas coleções do Museu Calouste Gulbenkian pouco significado tem perante o poder de diálogo intemporal das obras de arte.

 

Atravessar culturas através dos tempos

O Museu Calouste Gulbenkian percorre 5000 anos de História. As suas duas coleções, que constituem o património artístico da Fundação Calouste Gulbenkian, integram as obras reunidas por Calouste Sarkis Gulbenkian – a Coleção do Fundador – e o conjunto resultante das aquisições, legados e doações reunido após 1956 na Coleção Moderna. Desde a sua criação, em 1956, a Fundação Calouste Gulbenkian tem partilhado este património através das múltiplas atividades que desenvolve à escala nacional e internacional. 

O projeto «Gulbenkian Itinerante» procura, através de parcerias com instituições nacionais, divulgar as coleções do Museu Calouste Gulbenkian, privilegiando as regiões mais distantes dos principais centros culturais. Esta parceria obedece a um modelo dinâmico, desenvolvido em prol do desenvolvimento cultural, tanto regional como nacional, e pretende contribuir para combater as assimetrias que permanecem no nosso território. 

Aos parceiros, é dada a possibilidade de escolher obras dos acervos das duas coleções do Museu Calouste Gulbenkian, com especial enfoque nas peças menos conhecidas ou em obras de autores que merecem ser reencontrados ou, mesmo, redescobertos. A ideia é confrontar estas obras com os seus critérios de curadoria e com as coleções das instituições onde serão apresentadas, numa colaboração permanente dirigida às comunidades que servem. Por outro lado, o projeto procura a criação de redes entre os vários parceiros que, em alguns casos, se associaram para a apresentação e conceção das exposições. 

O tema de partida acordado por todos foi «Atravessar culturas através dos tempos» que, simultaneamente, tem orientado a programação do Museu Calouste Gulbenkian para o biénio de 2018-2019. Numa primeira fase, as apresentações vão acontecer no Centro Cultural Graça Morais de Bragança, no Espaço Miguel Torga de Sabrosa, no Centro de Cultura Contemporânea de Castelo Branco, no Museu de Portimão, no Centro de Arte de Sines e no Museu de Tavira. Algumas destas mostras serão realizadas em simultâneo.  

Esperamos que esta iniciativa simbolize o início de uma parceria, numa perspetiva mais dinâmica, criativa e interventiva na preparação do nosso futuro comum. Os resultados poderão ser testemunhados por este conjunto de exposições, apresentado de norte a sul, entre 2018 e 2020. 

 

Para informações acerca dos horários de abertura, consulte os sites dos respetivos espaços de exposição.

Em agenda