Dia Internacional dos Museus

16, 17 e 18 de maio

 

No ano em que se celebra o papel dos museus como espaços para a igualdade, inclusão e diversidade, estas instituições vêem-se a braços com uma situação que transcende todos os desafios enfrentados até agora. 

A pandemia do novo covid-19 implicou o fecho das portas e a reinvenção da relação com os públicos e com as comunidades, abrindo um importante espaço de reflexão sobre a posição dos museus no mundo atual e a sua capacidade de resposta a momentos como o que vivemos.

Neste sentido, e enviando uma mensagem de esperança e otimismo, o Museu Calouste Gulbenkian assinala o Dia Internacional dos Museus com uma proposta de programação on-line que celebra a plurivocalidade, a diversidade e a capacidade de continuarmos juntos. A 18 de maio assinalamos também a reabertura do Museu Gulbenkian, que terá entrada gratuita durante todo o dia.

O Museu Gulbenkian criou um programa de sugestões variadas que darão voz a muitos dos profissionais do museu que trabalham diretamente com as coleções, bem como a convidados e artistas, que irão partilhar connosco as suas visões e reflexões.

Acreditamos que os museus têm a missão de procurar formas inovadoras de abordar temas sociais e conflitos contemporâneos, assumindo-se como lugares de transformação e de debate, de visibilidade e de empoderamento. Têm também o poder de estabelecer um diálogo entre culturas, de construir pontes e de lutar por um futuro sustentável. Este ano respondemos a um tempo de incerteza e de confinamento procurando novos espaços de reencontro e partilha.

Continuamos juntos!

 

Acompanhe o Dia Internacional dos Museus nas redes sociais da Fundação.

Facebook Instagram Twitter Youtube

 

 

PROGRAMA