FCG Secção: Museu

A Última A Chegar

Obras recentemente adquiridas em exposição

Mariana Gomes foi a última artista a chegar à Coleção Moderna e está exposta no piso dedicado à pintura. A cor, o recorte e a fantasia de Bollocks 1 (2016) dialogam diretamente com as telas de Marta Soares, Luísa Correia Pereira e Gil Heitor Cortesão, e com a escultura de Sara Bichão, que chegou à coleção imediatamente antes, a par do trabalho de Ana Cardoso. Hugo Canoilas e João Louro, no mesmo espaço, constituem também aquisições recentes.

No piso inferior, No Saying Yes, de Rui Toscano, propõe uma dualidade tensa e maquinal que a imagem especular da fotografia de Cecília Costa apazigua e humaniza.

O filme de Maria Lusitano e as obras da última sala deste piso retomam algumas referências políticas, assegurando continuidade a opções anteriores, mas dando espaço mais acentuado à expressão da forma e da composição: os protestos cívicos e políticos associados à Plaza de Mayo (Buenos Aires) e a Alexander Platz (Berlim), nos desenhos de Susana Gaudêncio, ou o passado colonial evocado pelo filme de Maria Lusitano encontram ressonância na ideia de Gueto (título da escultura de Pedro Valdez Cardoso), ou no protesto sonoro e bipolar da obra de Rui Toscano. Mas todas essas obras sugerem, de modos diferentes, as formas rodopiantes e desencontradas, assertivas mas instáveis que o trabalho de Jorge Queiroz também desenha, na sua exterioridade a qualquer tema preciso.