Ruy Jervis d’Athouguia

Macau, 1917

Formado em Arquitectura pela ESBAP (Escola Superior de Belas-Artes do Porto), em 1948, foi um dos arquitectos da sua geração que permaneceu distante das tendências nacionalistas ou vernaculares da arquitectura privilegiando os princípios da modernidade, tendo sido um dos pioneiros na aplicação do espírito da Carta de Atenas.

 

Principais Obras
Escola do Bairro de S. Miguel, Lisboa, (1949-1953); “Bairro das Estacas”, Lisboa (1949-1955); Casa Sande e Castro, Cascais (1956); Escola Teixeira de Pascoaes, Lisboa (1956-1960); Liceu Padre António Vieira, Lisboa (1959); Sede e Museu da Fundação Calouste Gulbenkian, Lisboa (1959-1969).