Manet em Paris

Uma das duas pinturas da autoria de Édouard Manet pertencentes ao Museu Calouste Gulbenkian viajou até Paris para figurar numa exposição sobre a sobrinha do artista.
Édouard Manet. «O Rapaz das Cerejas» (pormenor), França, c. 1858. Museu Calouste Gulbenkian

A investigação em torno do importante legado Rouart e a publicação em 2021 da correspondência da pintora impressionista Berthe Morisot estão na origem do projeto de exposição Julie Manet, la mémoire impressioniste, apresentado pelo Museu Marmottan-Monet, em Paris.

O foco da exposição é a figura de Julie Manet, filha de Morisot e de Eugène Manet, que viria a casar com o artista e colecionador Ernest Rouart. A exposição, que teve início em 19 de outubro de 2021 e que decorre até 20 de março de 2022, conta com a presença da obra O Rapaz das Cerejas, de Édouard Manet, obra adquirida por Calouste Gulbenkian em 1910 e originalmente proveniente da família do pintor. 

Atualização em 24 janeiro 2022

Definição de Cookies

Definição de Cookies

A Fundação Calouste Gulbenkian usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação, a segurança e o desempenho do website. A Fundação pode também utilizar cookies para partilha de informação em redes sociais e para apresentar mensagens e anúncios publicitários, à medida dos seus interesses, tanto na nossa página como noutras.