Cupido Triunfante

Quatro décadas depois, «Cupido Triunfante» volta a ser exposto no Museu.
Konrad Heinrich Schweickle, «Cupido Triunfante», século XIX. Mármore. Museu Calouste Gulbenkian

Depois de cerca de quarenta anos distante do público, a escultura Cupido Triunfante, da autoria do artista alemão Konrad Heinrich Schweickle (1779-1833), encontra-se agora em exposição no átrio do Museu Calouste Gulbenkian.

Datada de inícios do século XIX, esta obra de inspiração neoclássica não é mostrada desde 1976, ano em que figurou na célebre Exposição Evocativa que comemorou o vigésimo aniversário da Fundação Calouste Gulbenkian. Na altura, a obra foi identificada como uma representação de Baco. Contudo, a nova leitura de um elemento que se encontra na escultura, o relâmpago aos pés do deus, símbolo do triunfo de Cupido sobre Júpiter, permitiu esta identificação.

Antes de ser instalada no átrio do Museu, a obra, exposta durante vários anos no terraço da casa de Paris de Calouste Gulbenkian, foi objeto de uma intervenção de restauro que lhe devolveu o aspeto original.

A escultura que habitualmente se encontra neste lugar, Apolo de Jean-Antoine Houdon, integra, atualmente, a exposição temporária Pose e Variações. Escultura em Paris no tempo de Rodin.

Átrio do Museu Calouste Gulbenkian
Terraço da casa de Calouste Gulbenkian em Paris
Atualização em 02 maio 2022

Definição de Cookies

Definição de Cookies

A Fundação Calouste Gulbenkian usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação, a segurança e o desempenho do website. A Fundação pode também utilizar cookies para partilha de informação em redes sociais e para apresentar mensagens e anúncios publicitários, à medida dos seus interesses, tanto na nossa página como noutras.