Árvore-do-fumo

Cotinus coggygria

Família e descrição

É um arbusto da família Anacardiaceae, de folha caduca, que pode alcançar cerca de 5 m de altura.

Possui geralmente uma copa arredondada irregular.

As folhas são ovais, de 3 a 8 cm de comprimento, arredondadas, simples, alternas e verdes com um brilho ceroso. No outono a folhagem adquire tons amarelados, alaranjados ou vermelhos, consoante a variedade.

Produz grandes inflorescências de 15 a 30 cm de comprimento, com numerosas pequenas flores amarelo-pálido, de 5 a 10 mm de diâmetro e cinco pétalas. As panículas mudam de cor enquanto amadurecem entre Junho e Setembro, dando origem a plumas de penas arroxeadas com uma aparência de “fumo” quando visto de longe. Estas plumas rodeiam o pequeno fruto, pequenas drupas castanhas em forma de rim.

É uma espécie dioica, com exemplares a produzir flores femininas e outros, flores masculinas.

 

Origem e habitat

Nativa do sul e leste da Europa, distribui-se ao longo da Ásia Central e do Himalaia ao norte da China, ocorrendo naturalmente em encostas rochosas de matos abertos, com solos pobres, muitas vezes de xisto.

Esta planta tolera vários tipos de solos, arenosos, argilosos, secos ou com humidade, desenvolvendo-se muito bem em situações de luz direta mas tolerando sombra parcial.

 

Utilizações e curiosidades

As raízes e caules produzem um corante de cor laranja. As suas folhas e casca são uma boa fonte de taninos, possuindo também propriedades de coagulante, redutor de febre, e tratamento para doenças oculares. Na China e Himalaias consomem-se os rebentos e fruto maduros como fonte alimentar de emergência.

A propagação pode ser feita através de estacas, sendo uma planta de difícil enraizamento.

Sendo uma planta dioica, é necessária reprodução sexual para a produção de sementes. As sementes verdes que estão totalmente desenvolvidas germinam mais facilmente, geralmente na primavera. As sementes podem ser armazenadas durante vários anos. Resiste bem ao transplante. Tem também muito poucas exigências de manutenção, não necessitando de poda, embora esta promova uma coloração mais intensa da folhagem.