Humanização em Saúde

Promover a humanização na prestação de cuidados, apoiando iniciativas no âmbito dos cuidados paliativos, quer numa lógica de apoio ao desenvolvimento e sustentabilidade de projetos de prestação de cuidados, quer no domínio da formação académica e clínica.

Iniciativas apoiadas

 

Fórum Clínico Académico de Cuidados Paliativos da região Norte

King’s College London, ARS norte, Associação Portuguesa de Cuidados Paliativos, 2015

O Fórum Clínico Académico de Cuidados Paliativos da região Norte foi criado para promover o intercâmbio e fomentar a colaboração entre investigadores e serviços clínicos com o objetivo de desenvolver uma visão partilhada sobre o desenvolvimento dos cuidados paliativos em Portugal. O Fórum realizou três reuniões, em Junho de 2014 e em Janeiro e Maio de 2015 e atribuiu um prémio para o melhor estudo de investigação – Prémio Ferraz Gonçalves – através de concurso público, que esteve aberto entre 30 de Março e 30 de Abril de 2015.
 
Mais informações: ehospice.com


Projeto “NÓS (narrar, ouvir e saber) – Histórias que contagiam”

Instituto de Bioética da Universidade Católica do Porto, 2014

O objetivo deste projeto é promover a reflexão sobre a forma como a dificuldade/incapacidade em deliberar e decidir eticamente poderá constituir um problema na sustentabilidade do SNS, e a sua repercussão na dignidade dos pacientes. O projeto permitirá a avaliação do impacto comunicacional, deliberativo e económico de uma investigação formativa em profissionais de saúde, usando a medicina narrativa para o concretizar.


Projeto SALUTAR

Núcleo Académico de estudos e Intervenção sobre Luto do Centro de Bioética, Faculdade de Medicina de Lisboa, 2014

O projeto SALUTAR tem como grande objetivo o estudo do processo de luto numa população de cuidadores familiares de doentes seguidos em cuidados paliativos, avaliando as consequências ao nível da saúde física, mental e impacto socioeconómico ao longo de um período de 18 meses.


Conferência “Proximidade e Humanização no fim de vida”
20 de Outubro 2014

Apresentação de três projetos dedicados aos cuidados paliativos apoiados pelo Programa Gulbenkian Inovar em Saúde, o primeiro resultante de uma colaboração com o King’s College London, o segundo realizado na Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa no âmbito da Cátedra Gulbenkian e o terceiro desenvolvido por uma Unidade Domiciliária de Cuidados Paliativos.
 
Mais informações (PDF)


Concurso: Apoio à criação de Unidades Domiciliárias de Cuidados Paliativos

2014

Foram considerados os projetos que identificassem os serviços a prestar aos doentes portadores de doenças crónicas, progressivas e incuráveis e às respetivas famílias.


Unidades Domiciliárias de Cuidados Paliativos

Apoio à criação de 6 Unidades Domiciliárias de Cuidados Paliativos (UDCP), em meio rural e urbano, 5 no Norte do país e uma no Sul, e à sua operacionalidade, em parceria com entidades locais (Santa Casa da Misericórdia, Autarquias, Unidades Locais de Saúde e instituições de solidariedade social), por um período de três anos, de modo a garantir a sua sustentabilidade e ulterior integração na Rede Nacional de Cuidados Continuados.


Gulbenkian MSc and PhD Scholarships em Cuidados Paliativos

Cicely Saunders Institute/King’s College London, 2010-2015

Programa de formação académica em Cuidados Paliativos através de uma parceria com o King’s College London/Cicely Saunders Institute.Inclui duas bolsas de mestrado, uma bolsa de doutoramento e o projeto DINAMO com o objetivo de dinamizar a formação avançada e investigação em cuidados paliativos domiciliários em Portugal.A parceria estabelecida visa, num prazo de 5 anos, qualificar profissionais para avaliar modelos, práticas, custos, qualidade e escolhas, no domínio dos Cuidados Paliativos. Os graus académicos são conferidos pela Universidade de Londres, com supervisores do King’s College London e o trabalho de campo será em parte efetuado em Portugal, nas Unidades Domiciliárias de Cuidados Paliativos apoiadas pela Fundação Calouste Gulbenkian.
 
Mais informações: www.csi.kcl.ac.uk


Estudo Epidemiológico sobre as preferências e Locais de Morte em Portugal em 2010

Este relatório, lançado no Dia Mundial dos Cuidados Paliativos (12 de Outubro 2013), mostra que é urgente desenvolver um plano nacional para reduzir o desfasamento entre preferências e realidade para local de morte em Portugal. Enquanto 51% da população preferiria morrer em casa, quase dois terços (62%) morre em hospitais e menos de um terço no domicílio (que inclui e lares ou residências).
 
Mais informações: www.csi.kcl.ac.uk


Cátedra Gulbenkian em Cuidados Paliativos

Faculdade de Medicina, Universidade de Lisboa, 2011-2013

Instituída em Maio de 2011, a Cátedra Calouste Gulbenkian Cátedra Gulbenkian em Cuidados Paliativos da Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa pretende promover o conhecimento em domínios da humanização e dimensão social da Medicina, contemplando uma perspetiva multidisciplinar e global e reforçando a interface com as ciências sociais e a cultura. O seu objetivo prioritário é reforçar o carácter académico da intervenção médica, fomentando a investigação, a formação de quadros e o desenvolvimento de novas áreas de integração do conhecimento e da intervenção social. Como Professor Titular da Cátedra foi escolhido o Prof. Doutor Peter Lawlor da Universidade de Ottawa, personalidade académica de referência internacional na área dos cuidados paliativos.
 
Mais informações: fm.ul.pt


Programa Nacional de Formação Avançada em Dor Crónica
2010-2013

O aumento de centros de cuidados paliativos, especialmente no domínio dos cuidados domiciliários, traduziu-se numa maior necessidade no tratamento da dor crónica.Numa parceria com a Rede Nacional de Cuidados Continuados Integrados, o Instituto Português de Oncologia de Lisboa e a Fundação Grunenthal, foi apoiado um programa, com a duração de três anos, para a qualificação de mil profissionais de saúde no manejo da dor crónica.


Agora e na hora da nossa morte

Livro de Susana Moreira Marques, com fotografia de André Cepeda


Simpósio sobre Cuidados Paliativos, 2010

Em parceria com a JB Fernandes Memorial Trust I (Rockefeller Philanthropy Advisors) realizaram-se dois simposia em cuidados paliativos, um em Lisboa e outro em Beja (no Instituto Politécnico de Beja). Os três módulos do workshop – “Building a Palliative Care Programme”, “Palliative Care in Dementia” e “Breaking Bad News and Doctor-Patient Communication” – abordaram algumas das áreas em que se considerou existirem maiores necessidades formativas.