Rubens e José de Guimarães

Comemorações do IV Centenário do Nascimento do Pintor Peter Paul Rubens

Exposição integrada nas comemorações do IV Centenário do Nascimento do pintor Peter Paul Rubens. Reunindo 15 obras do artista português José de Guimarães, a mostra tinha em vista homenagear o pintor flamengo, proporcionando um diálogo entre a produção de ambos os artistas.
Exhibition of 15 artworks by Portuguese artist José de Guimarães (1939) held as part of the commemorations surrounding the 4th Centenary of the Birth of painter Peter Paul Rubens (1577-1640). The show opened at the Calouste Gulbenkian Foundation in the Temporary Exhibitions Gallery before travelling to Porto where it was held at the Museu Nacional de Soares dos Reis.

Exposição de José de Guimarães (1939), em homenagem ao pintor Peter Paul Rubens (1577-1640), no seguimento da colaboração da Fundação Calouste Gulbenkian (FCG) no IV Centenário do Nascimento de Rubens e integrada nas comemorações do ano internacional dedicado ao pintor flamengo.

Esta era também uma exposição integrada na programação de exposições de ex-bolseiros da FCG, uma das apostas expositivas da FCG neste período, e que se revestiu desta particularidade de ser também uma exposição evocativa de outro pintor. José de Guimarães já havia realizado algumas pequenas exposições na Bélgica, subordinadas às suas interpretações sobre a vida e obra de Rubens, produzidas num diálogo entre as afinidades e a originalidade.

A mostra foi apresentada na Galeria de Exposições Temporárias do Museu Calouste Gulbenkian e contou com um conjunto de 15 pinturas de grandes dimensões «em que se destacava um tríptico de 4 metros e meio por 2 metros e 20, com o título A Apresentação do retrato de Maria de Médicis a Henrique IV; e ainda 26 desenhos a lápis e a tinta-da-china, todos inspirados na obra do mestre flamengo» (Colóquio/Artes, jun. 1978, p. 75).

A exposição suscitou ainda o interesse da Embaixada da Bélgica em Portugal, havendo na documentação de arquivo alusão a uma possível itinerância posterior da exposição a esse país, cuja realização não foi possível, até à data, confirmar.

José de Guimarães viria a receber o prémio Bienal Europa em Ostende (Bélgica), para países membros do Conselho da Europa e primeira participação lusa, com a obra Hélène Fourment, pertencente a esta série de pinturas dedicadas a Rubens e que estabelecia também um diálogo com o retrato da segunda mulher do pintor flamengo, pertencente à coleção de Calouste Sarkis Gulbenkian.

A exposição foi bem acolhida pela crítica, e o catálogo contou com um prefácio do historiador José-Augusto França, que a ela se referiu nos seguintes termos: «Do gesto divertido das imagens e das suas sugestões, em carnes e cores, olhadas e gestos, Guimarães foi fazendo o seu próprio mundo, num outro jogo pessoal, que vem desenvolvendo […], com lógica e experiência, fazendo com ele a mão e a ele o espírito que neste divertissement rubensiano adquire, agora, uma responsabilidade semântica maior.» (Rubens e José de Guimarães, 1978)

A exposição inaugurou em Lisboa, contando com a presença do presidente da República, o general Ramalho Eanes. Foi igualmente apresentada no Porto, no Museu Nacional de Soares dos Reis, tendo tido para tal com a organização do Centro de Arte Contemporânea.

Filipa Coimbra, 2017


Ficha Técnica


Artistas / Participantes


Coleção Gulbenkian

Passeio de Rubens e Helène Fourment

José de Guimarães (1939-)

Passeio de Rubens e Helène Fourment, Inv. 80P590


Publicações


Material Gráfico


Fotografias

António Reis, Secretário de Estado da Cultura (à esq.), José de Azeredo Perdigão (ao centro) e José de Guimarães (à dir.)
António Reis, Secretário de Estado da Cultura e José Sommer Ribeiro (à esq.), José de Guimarães (ao centro) e José de Azeredo Perdigão (à dir.)
Madalena de Azeredo Perdigão (à esq.), Pedro Tamen (atrás, à esq.), Manuela Eanes e Ramalho Eanes, presidente da República Portuguesa (ao centro) e José de Azeredo Perdigão (à dir.)
José de Guimarães (à esq.), José Sommer Ribeiro (atrás, ao centro), Ramalho Eanes, presidente da República Portuguesa, e José de Azeredo Perdigão (ao centro), Manuela Eanes e Madalena de Azeredo Perdigão (atrás, à dir.)
José de Guimarães (à esq.), José Sommer Ribeiro (atrás, ao centro), Ramalho Eanes, presidente da República Portuguesa (ao centro), Manuela Eanes e José de Azeredo Perdigão (à dir.)
José de Guimarães e Ramalho Eanes, presidente da República Portuguesa (à esq.), Maria Teresa Gomes Ferreira (atrás, ao centro), Manuela Eanes e Madalena de Azeredo Perdigão (ao centro) e José de Azeredo Perdigão (à dir.)
José de Guimarães e Ramalho Eanes, presidente da República Portuguesa (à esq.) e José de Azeredo Perdigão (ao centro)

Documentação


Imprensa


Fontes Arquivísticas

Arquivos Gulbenkian (Serviço de Exposições e Museografia), Lisboa / SEM 00121

Pasta com documentação referente à produção da exposição. Contém convite, orçamentos, correspondência recebida e expedida, elementos para o catálogo, diapositivo de uma obra e lista de obras. 1977 – 1979

Arquivos Gulbenkian (Serviço de Comunicação), Lisboa / COM-S001/011/04-D00900

9 provas, p.b.: inauguração (FCG, Lisboa) 1978

Arquivos Gulbenkian (Serviço de Comunicação), Lisboa / COM-S001/028-D00183

19 provas p.b.: inauguração (FCG, Lisboa) 1978


Exposições Relacionadas

Definição de Cookies

Definição de Cookies

Este website usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação, a segurança e o desempenho do website. Podendo também utilizar cookies para partilha de informação em redes sociais e para apresentar mensagens e anúncios publicitários, à medida dos seus interesses, tanto na nossa página como noutras.