1984: O futuro é já hoje?

Fruto de um convite endereçado pelo Centro Nacional de Cultura à Fundação Calouste Gulbenkian, esta exposição de artes plásticas, que mostrou o trabalho de 29 artistas selecionados por concurso público, propunha uma reflexão sobre a humanidade nos finais do século XX.
Fine arts exhibition resulting from an invitation extended by the Centro Nacional de Cultura (the Portuguese National Cultural Centre) to the Calouste Gulbenkian Foundation. The show displayed the work of 29 artists selected through a public contest that called for work reflecting on the state of humanity towards the end of the 20th century.

Esta exposição resultou de um convite endereçado pelo Centro Nacional de Cultura à Fundação Calouste Gulbenkian, com vista à realização conjunta de uma série de iniciativas sob o título «1984. O futuro é já hoje?», que viriam a decorrer entre 26 de novembro de 1984 e 31 de janeiro de 1985. Neste contexto, realizou-se, além da exposição de artes plásticas, um colóquio, um ciclo de cinema e uma mesa-redonda. Inicialmente esteve também programada uma sessão no Planetário Gulbenkian, em Lisboa, e ainda uma série televisiva e acontecimentos musicais (concerto e bailado), que acabaram por não se realizar.

O colóquio e a mesa-redonda foram organizados pelo Centro Nacional de Cultura e pelo Serviço de Animação, Criação Artística e Educação pela Arte (Acarte), da Fundação Calouste Gulbenkian, com o apoio das embaixadas de França, EUA e RFA; o ciclo de cinema, de ficção científica, foi organizado pelo Serviço de Belas-Artes, com apoio da embaixada dos EUA; e a organização da exposição ficou a cargo do Centro de Arte Moderna (CAM) e do Centro Nacional de Cultura.

A exposição resultou de um concurso público em que se propunha aos artistas que trabalhassem sobre a obra do escritor britânico George Orwell. Inicialmente, Helena Vaz da Silva, presidente do Centro Nacional de Cultura, concebeu a ideia de um concurso limitado a artistas cuja obra fosse mais facilmente relacionada com a do autor. Contudo, esta ideia poderia condicionar a revelação de novos artistas, pelo que se optou por uma maior flexibilidade, sem temas obrigatórios. José Sommer Ribeiro, Fernando de Azevedo e Fernando Pernes também pensaram realizar a exposição com artistas convidados cuja obra se relacionasse com o tema, mas o presidente da FCG não autorizou a iniciativa e optou pela conceção de um concurso aberto a todos os artistas interessados em participar. No final, acertou-se o formato da exposição, convidando-se os artistas a refletir sobre «o estado de espírito em que vive o Homem nos finais do século XX».

As obras selecionadas foram apreciadas por um júri constituído por um representante da Secção Portuguesa da Associação Internacional de Críticos de Arte (Eurico Gonçalves), um representante da Sociedade Nacional de Belas-Artes (Jaime Silva) e um representante do Centro Nacional de Cultura (Helena Vaz da Silva).

Participaram no concurso 130 artistas, com 138 obras, tendo sido escolhidas 29 obras de 29 artistas, não se confirmando a seleção das 40 obras inicialmente previstas. O júri atribuiu prémios em duas categorias: por unanimidade, a Carlos Calvet, José Nuno da Câmara Pereira, José de Guimarães e António Palolo; e por maioria, a Helena Almeida, Mário Américo, Carlos Carreiro, Eduardo Nery, Paulo Nozolino e Artur Rosa.

O artista José Nuno da Câmara Pereira (1937-2018), além de vencedor, foi também artista convidado do CAM, em cujos ateliês experimentais desenvolveu um trabalho de pesquisa que foi posteriormente exposto. Este artista foi o primeiro convidado a trabalhar nestes ateliês.

Ana Lúcia Luz, 2014

This exhibition was the result of an invitation made by the Centro Nacional de Cultura to the Calouste Gulbenkian Foundation (FCG) to jointly hold a series of initiatives under the banner “1984: o futuro é já hoje?” This series ran from 26 November 1984 to 31 January 1985.

As well as the visual arts exhibition, a conference, a series of film projections and a round table were also organised. Initially there were plans for a session at the Gulbenkian Planetarium in Lisbon, as well as a television series and musical events (concert and ballet), but these did not come to pass.

The conference and round table were organised by the Centro Nacional de Cultura and the Calouste Gulbenkian Foundation’s ACARTE, with support from the embassies of France, the United States of America and the Federal Republic of Germany. The programme of science fiction films received support from the US embassy, and organisation of the exhibition was the responsibility of the FCG’s Modern Art Centre and the Centro Nacional de Cultura.

The exhibition was the result of a public call for entries that suggested artists explore the work of British writer George Orwell (1903-1950). Initially, Helena Vaz da Silva (1939-2002), president of the Centro Nacional de Cultura, came up with the idea of a call for entries restricted to artists whose work could more easily be related to the author’s; however, it was considered that this idea could limit the discovery of new artists, and so greater flexibility was chosen, free from obligatory themes. Sommer Ribeiro, Fernando de Azevedo and Fernando Pernes also thought about holding an exhibition with invited artists whose work was related to the theme, but the FCG president did not authorise it, and instead it was decided that there would be a call open to all artists interested in participating. In the end, the exhibition format was adjusted, and the selected artists were invited to reflect on “the state of mind in which Man is living at the end of the 20th century”.

The pieces selected were considered by a panel formed of a representative of the Portuguese Section of the International Association of Art Critics (Eurico Gonçalves), a representative of the Sociedade Nacional de Belas-Artes (Jaime Silva) and a representative of the Centro Nacional de Cultura (Helena Vaz da Silva). A total of 130 artists took part in the call, with 138 pieces. 29 pieces by 29 artists were selected, falling short of the 40 works initially forecast. The panel gave awards in two categories: unanimously to Carlos Calvet, José Nuno da Câmara Pereira, José de Guimarães and António Palolo and by majority to Helena Almeida, Mário Américo, Carlos Carreiro, Eduardo Nery, Paulo Nozolino and Artur Rosa.

The artist José Nuno da Câmara Pereira (1937-2018), as well as being included in this exhibition, was also invited to carry out a research project at the “MAC Experimental Workshops” to be exhibited later, and was the first artist invited to participate in these workshops.


Ficha Técnica


Artistas / Participantes


Eventos Paralelos

Ciclo de cinema

1984: O Futuro é já Hoje?

26 nov 1984 – 22 dez 1985
Fundação Calouste Gulbenkian / Edifício Sede – Grande Auditório
Lisboa, Portugal
27 nov 1984 – 2 fev 1985
Cinemateca Portuguesa
Lisboa, Portugal
Mesa-redonda / Debate

Ficção Científica no Cinema e na Literatura

10 dez 1984
Fundação Calouste Gulbenkian / Centro de Arte Moderna
Lisboa, Portugal
Colóquio

1984: O Futuro é já Hoje

11 dez 1984 – 15 dez 1984
Fundação Calouste Gulbenkian / Centro de Arte Moderna – Sala Polivalente
Lisboa, Portugal

Publicações


Material Gráfico


Fotografias

Exposição «1984: O futuro é já hoje?»
Exposição «1984: O futuro é já hoje?»
Exposição «1984: O futuro é já hoje?»
José Sommer Ribeiro (atrás, ao centro) e José de Guimarães (à dir.)
Exposição «1984: O futuro é já hoje?»
Madalena de Azeredo Perdigão (à esq.)
Helena Vaz da SIlva (à esq.), José de Azeredo Perdigão (ao centro) e Madalena de Azeredo Perdigão (à dir.)
Madalena de Azeredo Perdigão (à esq.), José de Azeredo Perdigão (ao centro) e José de Guimarães (à dir.)
José Sommer Ribeiro (à esq.), José de Azeredo Perdigão (ao centro) e Madalena de Azeredo Perdigão (à dir.)
João José Fraústo da Silva (atrás, à esq.), Madalena de Azeredo Perdigão (à esq.), Helena Vaz da Silva (ao centro) e Carlos Pimenta (à dir.)
Exposição «1984: O futuro é já hoje?»

Documentação


Imprensa


Fontes Arquivísticas

Arquivos Gulbenkian (Centro de Arte Moderna), Lisboa / CAM 00055

Pasta com documentação referente à produção da exposição. Contém informações relativas a seguros, montagem, transporte de obras, lista de convidados, convites, correspondência, despesas, proposta de apresentação da exposição, orçamentos, listagem de obras, textos para catálogo, recortes de imprensa e nota para imprensa. 1984 – 1985

Arquivos Gulbenkian (Centro de Arte Moderna), Lisboa / CAM 00075

Pasta com documentação referente à produção da exposição. Contém boletins de inscrição, elementos gráficos das obras a concurso para a exposição, notas biográficas, correspondência e lista de artistas selecionados e premiados, seguindo uma ordenação alfabética do A ao M. 1984 – 1986

Arquivos Gulbenkian (Centro de Arte Moderna), Lisboa / CAM 00076

Pasta com documentação referente à produção da exposição. Contém boletins de inscrição, elementos gráficos das obras a concurso para a exposição, notas biográficas, correspondência e lista de artistas selecionados e premiados, seguindo uma ordenação alfabética do N ao Z. 1984 – 1986

Arquivos Gulbenkian (Centro de Arte Moderna), Lisboa / CAM 00074

Pasta com documentação referente à produção da exposição. Contém informação relativa ao júri e concurso para o projeto de exposição, fotografias, catálogo, programa do colóquio e convite para mesa-redonda, eventos realizados no âmbito da exposição. 1984 – 1985

Arquivos Gulbenkian (ACARTE), Lisboa / ACARTE 00044

Pasta com documentação referente à produção da exposição. Contém programas, currículos e listas de convidados. 1984

Arquivos Gulbenkian (Serviço de Belas-Artes), Lisboa / SBA 21219

Pasta com documentação referente à produção da exposição. Contém correspondência, despesas e informação relativa a atividades complementares do certame. 1984 – 1984

Arquivos Gulbenkian (ACARTE), Lisboa / ACARTE 01058

Pasta com documentação referente à produção da exposição. Contém programação e folheto do colóquio. 1984

Arquivos Gulbenkian (Serviço de Belas-Artes), Lisboa / SBA 13977

Pasta com documentação referente à produção da exposição. Contém informações referentes à organização do ciclo de cinema de ficção científica. 1984 – 1986

Arquivos Gulbenkian (ACARTE), Lisboa / ACARTE 00970

Pasta com documentação referente à produção da exposição. Contém informação relativa à organização do colóquio, como inscrições, programa provisório e definitivo, correspondência, orçamentos, despesas e conferência de imprensa. 1984 – 1985

Espólio do CAM, Lisboa / Sem cota

20 provas, p.b.: inauguração (FCG, Lisboa) 1984

Espólio do CAM, Lisboa / Sem cota

13 provas, p.b.: aspetos (FCG, Lisboa) 1984

Arquivos Gulbenkian (ACARTE), Lisboa / ACARTE-S084-P0021/02-D00796

Coleção fotográfica, p.b.:ccolóquio e ciclo de cinema (FCG-CAM, Lisboa) 1984 – 1985


Exposições Relacionadas

Du possible

Du possible

2016 / Fondation Calouste Gulbenkian – Delégation en France, Paris

Definição de Cookies

Definição de Cookies

A Fundação Calouste Gulbenkian usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação, a segurança e o desempenho do website. A Fundação pode também utilizar cookies para partilha de informação em redes sociais e para apresentar mensagens e anúncios publicitários, à medida dos seus interesses, tanto na nossa página como noutras.