Projeto EMA – 3ª fase

Estímulo à Melhoria das Aprendizagens

Resultados

Candidaturas selecionadas para a 3ª Fase:

Na sequência dos procedimentos adotados e da carta remetida a instituições educativas previamente selecionadas para apresentação de candidaturas ao Projeto E.M.A. – Estímulo à Melhoria das Aprendizagens, selecionaram-se, para integrar a 3ª fase do processo, as seguintes entidades:

  • Agrupamento de Escolas Rainha D. Leonor, Lisboa - Passo a Passo, Construindo a Mudança

  • Agrupamento de Escolas de Cascais, Cascais - Projeto Transforma - Uma escola de todos para todos

  • Agrupamento de Escolas de Vila Nova, Vila Nova de Poiares - PorCiM@ (Português/Ciências/Matemática e Tecnologias)

  • Agrupamento de Escolas de Montemor-o-Novo, Montemor-o-Novo - LabVIVO

  • Agrupamento de Escolas de Alcanena, Alcanena - Classroom on wheels – ambiente educativo inovador móvel

  • Agrupamento de Escolas D. Afonso Henriques, Vila das Aves - Apoio no Grupo de Pares – Ambientes Inovadores de Aprendizagem

  • Agrupamento de Escolas Fernando Casimiro Pereira da Silva, Rio Maior - ACTIVELAB- Aprendizagem Ativa ou Alunos Ativos na Aprendizagem

A todas as instituições cujas candidaturas foram selecionadas, chama-se a especial atenção para a leitura atenta das cartas de comunicação, das Normas Processuais.

 

Sobre o projeto

Projeto E.M.A. – Estímulo à Melhoria das Aprendizagens – tem como objetivo incentivar o aparecimento, o desenvolvimento e a divulgação de projetos inovadores, de qualidade, promovidos por Agrupamentos de Escolas/ Escolas públicas não agrupadas, que fomentem o sucesso dos alunos através da sua participação em atividades devidamente estruturadas e realizadas em parceria com entidades externas à comunidade escolar.

Esta iniciativa visa estimular a apresentação de propostas de intervenção que, para além de refletirem a ligação à comunidade e a entidades e instituições públicas e/ou privadas, bem como a outras escolas, facilitem as aprendizagens nas áreas disciplinares, fomentem a criatividade e o espírito de iniciativa dos alunos e desenvolvam competências de formação escolar, social, profissional e pessoal, conducentes à promoção da qualidade educativa. Neste sentido, para a seleção das propostas, será condição altamente prioritária o envolvimento de parceiros cofinanciadores dos projetos.