Mais uma temporada cheia de atividades

Com a chegada do outono, preparámos atividades para jovens e adultos, para aproveitarem da melhor maneira os dias mais curtos e frios

Ao folhear esta brochura encontrará mais informações sobre a programação do último trimestre de 2018: novas exposições temporárias, visitas orientadas, oficinas de desenho, cursos, concertos, conferências e outros projetos. Em outubro, o Museu Calouste Gulbenkian inaugura três exposições temporárias: Al Cartio e Constance Ruth Howes: de A a C, Arte e Arquitetura entre Lisboa e Bagdade. A Fundação Calouste Gulbenkian no Iraque, 1957-1973 e Pose e Variações. Escultura em Paris no Tempo de Rodin. E também vão chegar outras novidades, como a exposição fotográfica Ver com Outros Olhos, o projeto artístico intitulado 24 Estórias. Entre Vizinhos e, por fim, a exposição Tudo o que tenho no saco… — Eça e Os Maias, que assinala a passagem dos 130 anos da publicação daquela obra magna.

A programação em torno de cada exposição ou projeto poderá contemplar conversas com curadores, artistas, convidados e visitas orientadas (gerais ou temáticas), e pode ainda ser complementada por mesas-redondas, conferências ou outros eventos que aprofundam temas e suscitam outras leituras, promovendo uma vivência plena das diferentes propostas artísticas. A Biblioteca de Arte promoverá várias conversas sobre vários temas, com diferentes convidados. Em novembro, terão lugar duas conversas: uma acerca dos 100 anos da publicação da obra A Nossa Casa, do arquiteto Raul Lino, e outra dedicada aos artistas e autores do Modernismo português em revistas e livros. Em dezembro, seguir-se-ão mais duas conversas, que irão abordar os aspetos do Iraque contemporâneo e a representação portuguesa na Bienal de São Paulo durante o Estado Novo na década de 1950.

A pensar num público mais jovem, preparámos para novembro dois dias em que abrimos as portas aos estudantes universitários. No dia 9, os jovens são convidados a conhecer a investigação científica que se realiza no Instituto Gulbenkian de Ciência (IGC), em Oeiras; e a 14 abrimos as portas da Fundação para dar a conhecer os seus bastidores e colaboradores. A programação destes dias é especial e variada, sendo uma oportunidade única para conhecer a missão e o património da Fundação.

Para o último mês do ano, desafiamos os jovens a observar o património da Fundação — desta feita, o Edifício e o Jardim — com a atenção de um desenhador. As sessões, que se estenderão até março de 2019, organizam-se em dois ciclos de desenho, em que serão exploradas doze diferentes técnicas e materiais de desenho e pintura. Na área da música, a programação inclui, como é habitual, os Concertos de Domingo, com repertórios cuidadosamente escolhidos para atrair o público familiar, e os Guias de Audição, que antecedem os concertos da temporada Gulbenkian Música, oferecendo mais informação acerca deles. O último alerta vai para um curso dedicado a Claude Debussy, subintitulado «A reinvenção da música» e que assinala o centenário da morte do compositor.

Esperamos que aprecie as nossas sugestões para este último trimestre do ano. A esta brochura e atividades, outras sucederão. Folheie, leia, inspire-se e mantenha-se atento a tudo o que ainda está por vir. Esperamos por si!

Ver brochura