Sobre a memória e seu apagamento – uma visita à obra de Yto Barrada

À conversa

Neste dia, Rita Fabiana propõe-nos uma conversa na exposição de Yto Barrada. Moi je suis la langue et vous êtes les dents. Uma exposição que tem como ponto de partida a vida da etnóloga francesa Thérèse Rivière (Paris, 1901-1970), cuja obra, dedicada ao estudo do quotidiano das comunidades berberes no norte da Argélia durante os anos de 1930, foi esquecida e «apagada» ao longo de décadas. Tal como Rivière, muitas outras histórias têm sido esquecidas e apagadas, pelo que é imperativo expor, revisitar e dar voz a estes processos.

Com a curadora Rita Fabiana

Requer levantamento de bilhete no próprio dia

Próximas sessões

Sobre a atividade:

Duração: 60 minutos

Mínimo de participantes: 5

Máximo de participantes: 25

Língua: Português

Onde:

Ponto de encontro: Coleção Moderna - Espaço Projeto

Abrir Google Maps

Detalhes da atividade:

Época:

Tipo:

Equipa educacional: