Sentir o Museu

Visita-oficina presencial

Que novas leituras podemos encontrar na Coleção do Fundador? Visitando os diferentes “mundos” desta coleção, os participantes são desafiados a adquirir novos conhecimentos e a desenvolver novas competências de forma participativa e em construção conjunta. A partir da coleção de pintura europeia, das obras do Oriente islâmico, da China ou do Egito, as diferentes propostas integradas no “Sentir o Museu” passam pelo movimento, pelo trabalho em torno da identidade, pelo desenho, dança e até pela construção de narrativas sussurradas.

Palavras-chave
Coleção, corpo, desenho, espaço, expressão, imaginação, linha, motricidade fina, movimento, narrativas, performance, rosto

Conceção e orientação
Hugo Barata, Joana Andrade, Margarida Rodrigues, Margarida Vieira, Miguel Horta, Rosinda Costa


Notas: Para informações enviar e-mail para [email protected] ou para [email protected] (reuniões até 16 outubro, via plataforma online de videoconferência). Marcação prévia através de preenchimento de formulário online. A lotação será ajustada em função da evolução da situação epidemiológica, e de acordo com as diretrizes da Direção-Geral da Saúde. Conheça em detalhe todas as condições de acesso.

Instituição

Data de Marcação

Local

Dados do grupo

 Requer marcação

Entre em contacto connosco para que possamos organizar uma sessão que se adapte às suas necessidades.

Faça o seu pedido de marcação

Sobre a atividade:

Duração: 60–90 min

Mínimo de participantes: 5

Máximo de participantes: 5

Idioma: Português

Onde:

Ponto de encontro: Museu Calouste Gulbenkian - Coleção do Fundador

Abrir Google Maps

Detalhes da atividade:

Época:

Ciclo:

Tipo:

Equipa educacional: