O olhar de Rui Horta Pereira

Visita orientada

Ao observar os objetos (obsoletos) da peça Mãos Vazias: a mão não é só um órgão de trabalho mas também produto deste, de Carla Filipe, o primeiro intuito é o de reconhecer a função, a utilidade, identificar o trabalho que esse objeto desempenhou por ação de alguém. A associação a uma tarefa, a um labor, desperta e convoca um desempenho físico denso e exaustivo muito específico, uma performance pesada e extenuante em muitos dos casos. O trabalho na terra, na fiação ou no tear sugere repetições sonoras, sonoridades próprias, e catapulta a reflexão até algum património musical tradicional que traremos ao diálogo e à audição, na procura de relações e afinidades.

Conceção e orientação
Rui Horta Pereira

Gratuito, com levantamento de bilhete no próprio dia. Esta visita insere-se nas comemorações do Dia Internacional dos Museus. 

Próximas sessões

Sobre a atividade:

Duração: 30 minutos

Mínimo de participantes: 10

Máximo de participantes: 25

Língua: Português

Onde:

Ponto de encontro: Museu Calouste Gulbenkian - Coleção Moderna

Abrir Google Maps

Detalhes da atividade:

Época:

Ciclo:

Tipo:

Equipa educacional: