O Museu vai à escola: olhos nos olhos, cidadania em ação

Visita além-portas

Um museu é feito de vários olhares. O olhar dos artistas, os olhares impressos nas obras criadas, os olhares de tantos quantos aqueles que as visitam e observam. Também cada escola é feita de diversos olhares, perspetivas, conhecimentos e sentires. Nesta proposta de quatro sessões (de cerca 90 minutos cada), o Museu Calouste Gulbenkian e o Centro de Arte Moderna propõem encontrar-se com a escola, de modo a criarem em conjunto um espaço de pensamento crítico e criativo, um lugar de cruzamento de olhares e perspetivas sobre temas como os movimentos migratórios e a diversidade cultural das sociedades onde vivemos, a dignidade humana e o respeito pelo outro. Usando as obras das duas coleções como ponto de partida, este conjunto de sessões propõe o desenvolvimento de estratégias, atividades e exercícios de pensamento crítico, criativo e empático sobre temas contemporâneos, para que possamos construir comunidades inclusivas e igualitárias.

Palavras-chave
Cidadania, direitos humanos, interculturalidade, migração, sustentabilidade

Conceção e orientação
Joana Simões Piedade, Raquel Feliciano, Ricardo Mendes

Para quem?
Escolas da Área Metropolitana de Lisboa

Um mundo em movimento

A obra do pintor britânico William Turner (entre outras) é o ponto de partida para uma sessão dedicada ao tema das migrações no mundo e às motivações para estes movimentos de pessoas.  

Podemos mudar o passado?

Nos últimos anos, o debate em torno da escravatura, do colonialismo e do racismo tem-se intensificado na sociedade portuguesa. Nesta sessão, a partir de uma obra do artista plástico luso-angolano António Ole (entre outros exemplos da coleção do Centro de Arte Moderna), promoveremos uma reflexão sobre os «corpos roubados» e os seus reflexos na História e na sociedade atual.

Construir outros olhares

Estas sessões propõem um modelo de trabalho mais oficinal, que complementa o trabalho realizado nas duas sessões anteriores. Neste sentido, será feito um trabalho participativo de construção de novos mapas e planisférios, que desafia as nossas visões habituais e nos fará ver o mundo com outros olhos, ganhando novas perspetivas e pontos de vista. E um projeto de criação plástica com recurso a fotografia, pintura ou colagem, de forma a podermos desconstruir e reinventar o modo como nos vemos e representamos uns aos outros, seguido de exposição e debate.


Nota: Requer marcação prévia entre as escolas e as equipas educativas para definir regras e procedimentos. 

Sobre a atividade :

Duração: 90 minutos - 4 horas

Mínimo de participantes: 10

Máximo de participantes: 1 Turma

Idioma: Português

Gratuito

Definição de Cookies

Definição de Cookies

A Fundação Calouste Gulbenkian usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação, a segurança e o desempenho do website. A Fundação pode também utilizar cookies para partilha de informação em redes sociais e para apresentar mensagens e anúncios publicitários, à medida dos seus interesses, tanto na nossa página como noutras.