O Bosque – uma aventura vegetal

Filme e conversa com interpretação em Língua Gestual Portuguesa

Como celebração do Dia da Terra e integrada na programação Arte e Ecologia do Centro de Arte Moderna, o serviço educativo convida as escolas a reimaginar e revisitar o mundo natural à nossa volta através do visionamento do filme-história de musear O Bosque, seguido de uma conversa sobre arte, natureza e sustentabilidade, sementes e memória. Criação original de Fernando Mota, Mário Rainha Campos e Margarida Botelho, inspirada na obra de Alberto Carneiro Uma Floresta para os Teus Sonhos, da coleção do CAM, e no «Manifesto para uma arte ecológica», escrito pelo mesmo artista, O Bosque é uma fábula vegetal em que uma semente nos conta como é esperar no escuro do inverno e crescer em direção à luz da primavera, na certeza de que se tornará a grande árvore-família dos nossos sonhos!

26–29 abril / Terça–Sexta / 10:30; 11:45

Palavras-chave
Arte, ecologia, natureza, sustentabilidade

Dinamização da conversa
Ana Pêgo, Leonor Pêgo

Ficha técnica do filme
Texto e criação plástica: Margarida Botelho
Música, instrumentos e desenho de som: Fernando Mota
Vozes e figuração: Margarida Botelho, Gabriel Campos
Direção de fotografia e captação de imagem: Mário Rainha Campos
Edição e montagem de vídeo: Inês Janeiro
Colaboração científica: Professora Isabel Rainha
Interpretação em Língua Gestual Portuguesa: Hands Voice


INFO ADICIONAIS

O vídeo e a conversa poderão ter interpretação em língua gestual portuguesa. Para tal, deverá selecionar o idioma «Português. Língua Gestual Portuguesa» no campo Idioma do formulário de marcação. O vídeo tem legendas para surdos e pessoas ensurdecidas. 

Requer marcação

Entre em contacto connosco para que possamos organizar uma sessão que se adapte às suas necessidades.

Pedido de marcação

Sobre a atividade :

Mínimo de participantes: 25

Máximo de participantes: 110

Idioma: Português

Onde :

Ponto de encontro: Edifício Sede — Auditório 3

Abrir Google Maps

Detalhes da atividade :

Época:

Ciclo:

Tipo:

Equipa educacional:

Definição de Cookies

Definição de Cookies

A Fundação Calouste Gulbenkian usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação, a segurança e o desempenho do website. A Fundação pode também utilizar cookies para partilha de informação em redes sociais e para apresentar mensagens e anúncios publicitários, à medida dos seus interesses, tanto na nossa página como noutras.