FCG Secção: Atividades Educativas

O boi no telhado e outras modernices

Próximas sessões

Sobre a atividade:

Duração: 60 minutos

Mínimo de Participantes: 5

Máximo de Participantes: 800

Idioma: Português

Preço: 7,00 €

Onde:

Ponto de Encontro: Grande Auditório

Abrir Google Maps

Para quem:

Detalhes da atividade:

Época:

Ciclo:

Tipo:

Equipa educativa:

Em estreita ligação com a exposição José de Almada Negreiros: uma maneira de ser moderno, a Orquestra Gulbenkian interpretará a suite A tragédia de Doña Ajada, composição do músico espanhol Salvador Bacarisse estreada em 1929 para acompanhar a obra poética de Manuel Abril. A música de Bacarisse ligava-se ainda às ilustrações que Almada Negreiros idealizou para serem projetadas numa “lanterna mágica” durante a interpretação original e que serão também reproduzidas. A peça para o bailado O boi no telhado, de Darius Milhaud, será ilustrada pelo filme A loja de penhores (1916), de Charlie Chaplin, e as ilustrações de Maria João Worm darão vida ao bailado Desfile, que Erik Satie escreveu em colaboração com o cineasta e escritor Jean Cocteau. Uma colaboração entre artistas, num concerto que respira o ambiente de cruzamento das artes vivido no início do século XX.

PROGRAMA
Salvador Bacarisse – A tragédia de Doña Ajada ( com a projeção de ilustrações de Almada Negreiros)
Darius Milhaud – O boi no telhado, op. 58 (com a projeção do filme de Charlie Chaplin, A loja de penhores, de 1916)
Erik Satie – Desfile (com a projeção de ilustrações de Maria João Worm)

ORQUESTRA GULBENKIAN
Maestro

Nuno Coelho Silva
Comentador a anunciar


A marcação prévia não é obrigatória, embora seja possível reservar bilhetes através dos contactos do Descobrir (descobrirmarcacoes@gulbenkian.pt ou 217 823 800). É obrigatório o levantamento dos bilhetes até 15 dias antes do concerto; após essa data, as reservas serão automaticamente canceladas. 
Os grupos com mais de 20 elementos beneficiam de um desconto de 20%.