Diálogo entre… Manuscrito persa e tapeçaria de Flandres

Um manuscrito parece, à partida, um suporte evidente para se discutir os limites entre palavra e imagem. Neste caso, olhamos para a tradição persa e analisamos o modo como a caligrafia árabe se transforma em imagem e, inversamente, como a miniatura ilustra a palavra. Menos óbvio é reparar que a tapeçaria foi outro suporte tradicionalmente usado para veicular histórias ou poemas… Será que reconhecemos o tema das Metamorfoses de Ovídio representado na tapeçaria? Ou que conseguimos interpretar uma iluminura, apesar de não conseguirmos ler parse, a língua persa?

Conceção e orientação
Diana Pereira

Próximas sessões

Sobre a atividade:

Duração: 30 minutos

Mínimo de participantes: 10

Máximo de participantes: 25

Língua: Português

Preço: 2,00 €

Onde:

Ponto de encontro: Museu Calouste Gulbenkian - Coleção do Fundador

Abrir Google Maps

Detalhes da atividade:

Época:

Ciclo:

Tipo:

Equipa educacional: