Art on Display. Formas de expor 1949-69

Visita orientada para escolas e grupos

Marcando o 50.º aniversário do Museu Calouste Gulbenkian, esta exposição toma a museografia do Museu como ponto de partida. O designer italiano Franco Albini aconselhou a Fundação Gulbenkian sobre os exemplos mais atuais das boas práticas no design de museus. Inaugurado em 1969, o Museu refletiu fortemente a formação de Albini em design contemporâneo italiano, nomeadamente o de Carlo Scarpa. Recriando algumas das soluções clássicas deste período utilizadas em exposições de arte, a mostra destaca o contraste entre a suspensão e fixidez da década de 1950 com algumas das soluções mais lúdicas e imersivas que Aldo van Eyck e os Smithsons já tinham criado na altura em que o Museu foi inaugurado.
Esta exposição, na qual os alunos podem experienciar estas diversas formas de olhar e de conviver com a arte, é acompanhada por fotografias de arquivo e desenhos que revelam soluções pensadas para o Museu Gulbenkian. A exposição é um projeto associado da Trienal de Arquitectura de Lisboa 2019. Será apresentada em abril de 2020 no Het Nieuwe Instituut em Roterdão.

Palavras-chave
Arte, design, exposições de arte, museu, museografia

Conceção e orientação
Carlos Carrilho, Hugo Barata

Uma parceria com Jaap Bakema Study Centre e Het Nieuwe Instituut (Roterdão)

Instituição

Data de Marcação

Local

Dados do grupo

Requer marcação

Entre em contacto connosco para que possamos organizar uma sessão que se adapte às suas necessidades.

Sobre a atividade:

Duração: 60 minutos

Mínimo de participantes: 5

Máximo de participantes: 25

Língua: Português

Onde:

Ponto de encontro: Edifício Sede — Galeria principal

Abrir Google Maps

Detalhes da atividade:

Época:

Ciclo:

Tipo:

Equipa educacional: