o projeto

a justiça intergeracional

o projeto

Promover a justiça intergeracional é um objetivo complexo e ambicioso: primeiro, porque nos focamos nos direitos de pessoas que ainda não nasceram e que, por isso, ainda não têm voz; segundo, porque contrariamos o imediatismo típico de muitas das políticas públicas.

O nosso plano de atuação implica desenvolver e divulgar uma série de estudos, análises e propostas que promovam, junto dos decisores políticos e dos cidadãos, a consciencialização sobre os compromissos assumidos hoje e o seu impacto nas gerações de amanhã.


o que deixamos

de hoje para amanhã


porquê pensar nas gerações

de amanhã?Graficos Site HojeAmanhã 12 12

Todos os seres humanos – no passado, presente, ou futuro – merecem que a sua dignidade seja protegida e respeitada.

O não reconhecimento de responsabilidades para com as gerações futuras abrirá caminho a comportamentos de aproveitamento oportunista entre gerações. Esta prática é injusta porque significa que uma geração pode atingir um elevado grau de bem-estar e de desenvolvimento social e humano, descurando as gerações seguintes.

(…)

Se a geração presente não respeitar as suas responsabilidades face às gerações seguintes, aquelas, quando nascerem ou atingirem a maioridade, não terão como reclamar os seus direitos. Por essa razão, é importante discutir a regulação já hoje das escolhas das gerações presentes com impacto nas gerações seguintes e avaliar mecanismos que permitam fazer cumprir essas regras.”

Excerto retirado do estudo “Desafios sobre Justiça Intergeracional”, desenvolvido por Axel Gosseries, Professor na Universidade Católica de Louvain e um dos mais reputados especialistas internacionais em justiça intergeracional. Colabora com o projeto da Fundação Calouste Gulbenkian.

 

Descarregar estudo


a justiça intergeracional

os números

A Justiça Intergeracional é um tema atual, presente em muitas questões que têm impacto na vida das pessoas, das pensões aos recursos naturais, dos rendimentos do trabalho à dívida pública.


Em 2016, um pensionista recebia quase 60% do seu salário bruto; em 2060, receberá cerca de 35%

Em 2016, um pensionista recebia quase 60% do seu salário bruto; em 2060, receberá cerca de 35%

Comissão Europeia, Ageing Report 2018


Portugal esgotou os recursos que o país tem capacidade de regenerar no período de um ano no dia 16 de Junho de 2018

Portugal esgotou os recursos que o país tem capacidade de regenerar no período de um ano no dia 16 de Junho de 2018

Global Footprint Network


De entre os portugueses com formação secundária ou superior, o rendimento médio dos menores de 35 anos é cerca de metade do rendimento médio dos maiores de 55 anos

De entre os portugueses com formação secundária ou superior, o rendimento médio dos menores de 35 anos é cerca de metade do rendimento médio dos maiores de 55 anos

Banco de Portugal, Boletim Económico, Junho 2018


A dívida pública duplicou entre 2003 e 2018

A dívida pública duplicou entre 2003 e 2018

Instituto Nacional de Estatística