14 Dezembro 2020

Covid-19: Investigação Portuguesa poderá permitir testes com amostras de saliva

© Joana Carvalho, IGC 2020

A utilização de saliva como amostra preferencial no diagnóstico da SARS-CoV-2, em todas as faixas etárias, determina desenvolvimento de estudo no Instituto Gulbenkian de Ciência, em colaboração com o Hospital Dona Estefânia e o Hospital Amadora Sintra. Face aos primeiros dados revelados que se apresentam como muito promissores, o estudo pretende otimizar processos para facilitar o diagnóstico.

Assista à reportagem da TVI com Maria João Amorim, investigadora principal do Instituto Gulbenkian de Ciência que coordena o estudo.